Terceira pista interditada no Km 488 da 277

Nesta semana, a Concessionária Ecocataratas continua as obras de manutenção, conservação e sinalização da BR 277 – entre Guarapuava e Foz do Iguaçu. Os usuários que trafegarem pela rodovia devem ficar atentos aos movimentos de máquinas e operários, obedecendo à sinalização e trafegando dentro da velocidade permitida.
Devido uma queda de barreira em corte de rocha em Nova Laranjeiras, os motoristas que viajam em direção a Curitiba encontrarão a terceira pista interditada no Km 488 até quinta-feira (09). A atenção deve ser redobrada neste trecho.
Até a próxima sexta-feira (10), os trechos entre Nova Laranjeiras e Guaraniaçu (Km 465 até Km 500) e entre Cascavel e Medianeira (Km 569 até Km 670) recebem podas de árvores e limpeza na faixa de domínio. Haverá reparos locais em Guarapuava (Km 370 até Km 374) e em Candói (Km 380 até Km 385), com bloqueio de pista em alguns pontos do trecho.
Durante toda a semana recebem manutenção do pavimento os trechos entre Candói e Cantagalo (Km 399 até Km 422), entre Cascavel e Santa Tereza do Oeste (Km 573 e Km 602), em São Miguel (Km 692 até Km 704), na divisa entre São Miguel e Santa Terezinha do Itaipu (Km 704 até Km 705) e em Santa Terezinha do Itaipu (Km 705 até Km 707). Nestes pontos haverá barreira nas pistas, com fluxo alternado.
A Ecocataratas ainda realiza manutenção da sinalização horizontal entre Catanduvas e Cascavel (Km 552 até Km 568), em Cascavel (Km 568 até Km 573) e entre Santa Terezinha do Itaipu e Foz do Iguaçu (Km 709 até Km 731). Nestes trechos, as obras seguem com previsão interdição da pista de rolamento.

Antes de viajar, o usuário pode ligar para o Serviço Ecocataratas de Atendimento 0800-450-277 e obter informações sobre as condições de tráfego. O atendimento é 24 horas.
Foto: Ilustrativa

Relacionadas

UTILIDADE PÚBLICA

Energisa divulga desligamento programado para Guarapuava

MAIS UMA MORTE

Após 28 dias desde os primeiros sintomas, morre 76º paciente

PROST

Quiosque da Brahma surge repaginado no Shopping 'Cidade dos Lagos'

Comentários