TRE legitima mandatos do prefeito Jair, da vice Neuza e do vereador Lanudo, em Cantagalo

Eles foram absolvidos em ação sobre suposta compra de votos e transporte irregular de eleitores

Prefeito, vice-prefeita, vereador e o advogado Luiz Paulo Zolandek (Foto: Divulgação)

O prefeito de Cantagalo, Jair Rocha, teve a legitimidade do seu mandato confirmado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) nesta terça (11). Foram dois dias do julgamento que começou nessa segunda (10), em Curitiba.

Junto com Jair também foram absolvidos a vice-prefeita Neusa Grein e o vereador Everaldo Viola Presa, o Lanudo. Eles estavam sendo julgados na Ação de Investigação Judicial Eleitoral proposta pelo ex-prefeito Everson Konjunski, sob a acusação de suposta compra de votos e realização de transporte irregular de eleitores, nas eleições de 2016.

De acordo com o advogado Luiz Paulo Zolandek, que atuou na defesa, após longo período de instrução o TRE entendeu por unanimidade que os fatos em relação ao prefeito e sua vice não foram comprovados. Já, a maioria dos votos também absolveu o vereador Everaldo.

“Desde o início do processo houve a tentativa de imputar ao prefeito Jair, sua vice Dona Neusa e ao vereador Lanudo fatos que não cometeram, o que restou comprovado pelo TRE, que reconheceu a improcedência total da ação proposta pelos adversários”.

Já o prefeito disse que sempre confiou na justiça e no resultado legítimo das urnas, quando o povo de Cantagalo optou pela mudança. Jair Rocha (PR) venceu as eleições municipais em 2016 com 3.232 votos (42,86%) contra 2.547 (33,78%) do segundo colocado, Everson Konjunski (PSDB) e outros três candidatos.

Relacionadas

TRIBUTO

Deputados aprovam projeto que restabelece parcelamento de ICMS

MESA EXECUTIVA

Marcelinho e 'Gilson da Ambulância' formam bloco para a Câmara

PARCERIA

Aliel entrega veículo para Comunidade Terapêutica Rosa Mística em PG

Comentários