Uma família ficou desabrigada e uma pessoa se feriu durante o temporal, em Guarapuava

Levantamento da Defesa Civil apontou, também, destelhamento de 232 casas e quedas de 16 árvores

Leitor registrou queda de galhos no Parque do Lago (Foto: Alemão/Galeria do Leitor)

A Defesa Civil de Guarapuava fechou, no final da tarde desta quarta feira (31), o balanço com os prejuízos causados pelo forte temporal que atingiu o terceiro planalto paranaense no meio da manhã. Segundo o Simepar, foram 10mm de chuva, com ventos que chegaram a 78km/h.

Segundo o levantamento, foram 232 casas destelhadas, com ocorrências em praticamente todos os bairros. Um homem, que não teve o nome revelado, ficou ferido após cair do telhado de uma residência enquanto tentava cobrir uma parte da casa com uma lona. Não há informações sobre o seu estado de saúde.

Os casos de destelhamento também deixaram uma família desabrigada, entretanto, eles já estão sendo atendidos por programas sociais do município. O auditório da Unicentro e uma escola no distrito da Palmeirinha também foram destelhados.

Parte do telhado de uma casa no Feroz 2 foi arrancado pelo vento (Foto: Anne Caroline/Galeria do Leitor)

Segundo a Defesa Civil, os bairros mais atingidos foram o foram Jardim das Américas, Dos Estados, São Cristóvão, Morro Alto, Alto da XV, Residencial 2000, Alto Cascavel, Trianon, Bonsucesso, Industrial, Centro, Vila Bela e Conradinho.

Durante a chuva, também foram registradas as quedas de 16 árvores.

Relacionadas

NOVA 'EXPLOSÃO'

'Explosão da covid-19': Guarapuava confirma 110 casos e a 30ª morte

NÃO ACABOU

5ª Regional perde posto de menor índice de contaminação do PR

LUTO

Diego Maradona morre aos 60 anos em Tigre, na Argentina

Comentários