Unicentro doa máscaras para equipes que atuam em reservas indígenas

De acordo com a Unicentro, são 24 aldeias onde vivem mais de nove mil famílias indígenas e que compõem o Polo Base de Guarapuava

Unicentro doa máscaras para equipes que atuam em reservas indígenas (Foto: Coorc/Unicentro)

A Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) doou 140 máscaras cirúrgicas ao Ministério da Saúde, entregues ao Distrito Sanitário Especial de Atenção Indígena Litoral Sul.
Os itens foram confeccionados, voluntariamente, por senhoras que frequentam a Universidade Aberta a Terceira Idade (Unati).

Assim, o equipamento vai beneficiar equipes multidisciplinares de saúde que integram os 14 grupos responsáveis pelo Polo Base de Guarapuava. Esse polo agrega as reservas de Cândido de Abreu, Chopinzinho, Clevelândia, Coronel Vivida, Espigão Alto do Iguaçu. Além de Inácio Martins, Laranjeiras do Sul, Mangueirinha, Manoel Ribas, Nova Laranjeiras, Palmas e Turvo.
De acordo com o vice-reitor da Unicentro, Ademir Fanfa Ribas, são 24 aldeias onde vivem mais de nove mil indígenas. “Uma população extremamente vulnerável à doenças, sobretudo as respiratórias, como a Covid-19. E a proximidade das aldeias de centros urbanos aumenta o risco de que se exponham ao coronavírus”.

Além das máscaras cirúrgicas, a Unicentro também doará ao Ministério da Saúde, 140 ‘face shields’. Esses escudos faciais serão repassados na próxima semana e estão em produção por equipes da universidades e de outras instituições de Guarapuava que trabalham com impressoras 3D na rede solidária ‘Tec do Bem’.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

PROCURA-SE!

A pequena 'Lola' está desaparecida em Guarapuava

VAMOS NOS CUIDAR?

Policlínica Guairacá promove o Outubro Rosa com exames de mamas

TRANSPORTE INTERMUNICIPAL

DER seleciona empresas para assumir linhas entre Irati e Guarapuava 

Comentários