Violência contra a mulher movimenta o meio policial em Guarapuava nas últimas horas

Em um dos casos, o pai tentou estuprar a filha de 11 anos

Quatro casos de violência contra a mulher, incluindo um estupro de uma menina de 11 anos, movimentaram o meio policial no final de semana em Guarapuava.

No domingo (20), por volta das 19h40, no bairro Cascavel, uma adolescente de 16 anos foi buscar a filha que estava sob os cuidados do pai. Quando ela chegou, o homem de 28 anos, começou a agredi-lá com socos e tapas e a ameaçou de morte.

“Ele disse que passaria com o carro por cima de mim e que vai comprar uma arma de fogo e dar um tiro no meu rosto”, contou à Polícia Militar. A polícia não encontrou o agressor.

Ainda no domingo, no bairro Boqueirão, outra mulher foi vítima de agressões do companheiro. De acordo com a vítima, o seu companheiro chegou alcoolizado e tentou agredir os filhos do casal. Ao tentar impedir, a mulher foi agredida. Durante a prisão, a polícia teve que usar de “força moderada”, já que o homem estava alterado e tentou resistir.

Também na noite de domingo, no bairro Morro Alto, a PM foi chamada para socorrer uma jovem de 19 anos, que estava sendo agredida pelo companheiro de 18 anos. A mulher foi agredida no olho esquerdo e no pescoço. O agressor foi preso.

Nesse mesmo bairro, uma mulher denunciou que seu companheiro chegou em casa embriagado, entrou no quarto da filha, que tem 11 anos, e enquanto a menina dormia o homem teria tocado as partes íntimas da criança. De acordo com a mãe, essa não foi a primeira vez que isso aconteceu. Porém, quando a polícia chegou, o homem já havia fugido.

 

Relacionadas

MESA EXECUTIVA

Marcelinho e 'Gilson da Ambulância' formam bloco para a Câmara

RESCALDO

Diretório Municipal do PT agradece votos conquistados em Guarapuava

AVANÇO DA COVID-19

Em 23 dias, casos ativos de covid-19 em Guarapuava aumentaram 220%

Comentários