A.A Batel sente a crise sem poder arrecadar fundos e organizar jogos

Apesar da Secretaria de Estado da Saúde confirmar a liberação para a volta dos treinamentos físicos presenciais, o clube não vai abrir nos próximos dias

O clube não vai abrir nos próximos dias (Foto: Ascom/Batel)

Após a Secretaria de Estado da Saúde do Paraná confirmar nesta segunda (25) a liberação para a volta dos treinamentos físicos presenciais dos clubes de futebol profissional do Paraná, a Associação Atlética Batel confirmou que ainda não existe data para o retorno das atividades. Isso porque, a equipe está aguardando a posição da federação.

Além disso, a assessoria do clube afirma que este ano já teve a troca de diretoria da associação e muita coisa nova ainda deve acontecer. “Devido ao novo vírus nós tivemos que parar de imediato com nossa programação para o ano. Mas, continuamos com boa parte do nosso planejamento anual. Esperamos que retorne o mais rápido o possível”.

A VOLTA

Conforme informações da Agência Estadual de Notícias (AENPr) os clubes podem voltar a atuar desde que todos os protocolos de segurança sejam seguidos como as questões de higiene e isolamento social. Além disso, a Secretaria da Saúde informa que apenas os trabalhos físicos da categoria profissional devem retornar. Porém, a A.A Batel ainda não tem uma data definida e os atletas permanecem em casa.

A SITUAÇÃO ATUAL

A pandemia causada pelo coronavírus também afetou diretamente o trabalho dos jogadores profissionais do clube, que nem tiveram a chance de recepção por parte dos torcedores e da equipe que trabalha com a A.A Batel. Todos os jogadores foram convocados antes mesmo do isolamento e o plano era revelar um a um dos integrantes do elenco, com muita calma e as apresentações merecidas. Mas, devido a situação do país, isso não foi possível.

Desse modo, todos os atletas permanecem nas cidades e residências em que vivem, evitando aglomerações e respeitando as medidas preventivas do Governo do Estado e as municipais.

COMO ANDA A ECONOMIA?

Não tem sido fácil, acredito que nestes tempos, tudo se tornou mais complicado. E com nosso clube, não deveria ser diferente.

O sentimento por parte dos integrantes da diretoria do clube é de tentar manter a esperança. A associação aponta que, caso a federação libere o retorno nos próximos dias será de portão fechado, sem a companhia da torcida, a maior aliada do Batel.

“Isso nos deixa muito preocupados, nós estamos em uma situação árdua. Somos um clube que representou Guarapuava por além das fronteiras desse Paraná, mas mesmo assim, o apoio sempre foi difícil. Agora com a pandemia, o Batel se encontra em situações mais difíceis ainda”.

A torcida da A.A Batel iniciou o ano com pensamentos positivos e muita euforia, esperando ansiosamente a repaginação do clube. Porém, os últimos dias têm mostrado que esse período difícil não vai passar tão rápido quanto o esperado. Conforme a assessoria da associação, seguem pensando em formas de melhorar o cenário atual. “Ainda queremos ter essa esperança. Infelizmente não esperávamos que algo dessa magnitude acontecesse. Mas, está bem difícil manter, tendo em vista que a torcida era uma das principais rendas do Batel”.

Além disso, a situação está complicada para todos os brasileiros e isso não exclui as empresas patrocinadoras que não conseguem investir da mesma forma que antes. É importante ressaltar que no período que antecedeu a pandemia, o Batel já vinha organizando meios de arrecadar fundos, como o amistoso que reuniu a torcida.

A diretoria tem pensado em vários meios para “fugir” dessa crise. Mas, devido aos cuidados e orientações da federação tudo fica mais restringido, tendo em vista que o futebol é feito com aglomeração, com eventos que o ajudem, com pessoas reunidas. Sendo assim, não podemos ter tanta liberdade para fazer uma campanha que ajude o Batel a se manter. E também ressaltamos que o clube concorda com as normas de prevenção.

(Imagem: Ascom/Batel)

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

NOVO BOLETIM

Guarapuava registra seis novos casos de covid-19 em 24h

NOVO PERÍODO

Paraná registra 1ª morte por dengue durante os últimos quinze dias

UTILIDADE PÚBLICA

Obras vão interditar a BR-277 no acesso para Guarapuava nesta quarta (23)

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com