A espera de um filho: o nascimento de um amor e de uma canção

Especial do Dia dos Pais conta a história do amor paterno, em melodias do pop rock guarapuavano

(Foto: Divulgação)

Esperar. A eterna impaciência e ansiedade do ser humano que repete-se em nossas relações diárias. Das pequenas as grandes transformações, das boas as nem tão positivas mudanças que passamos ao longo da vida. Esperar é sempre angustiante para nós, viventes desse universo instantâneo.

Das esperas da vida, uma delas carrega meses de uma transformação que se reflete em um turbilhão de emoções, experiências e aprendizados. É uma mudança profunda que muda os dias e as sensações completamente.

Ser pai. A paixão e encantamento de tantos homens pelas crianças que, dia após dia, acompanham crescer e crescem junto. Que eles protegem e se deixam proteger. É o amor que lhe mareja os olhos, que domina o coração e que, adoça a alma.

Amor que começa antes mesmo de um ver físico e que cresce em uma proporção infinita ao da barriga que o carrega.  No dia a dia, é o aprendizado diário, a paixão de pai, o orgulho das pequenas coisas, a extensão da própria alma no rosto e coração de uma criança que transforma, ensina, apaixona.

E na espera, até ver os olhos, sentir o coração, pegar no colo, fazer dormir, brincar e correr por aí, a ansiedade é quem se apresenta, para muitos. Já para outros, é poesia, é verso, é melodia.

Foi à espera de Alice que Edson de Júnior Souza, vocalista da banda guarapuavana PJ32, compôs a música Minha Menina.

Música é lançada depois de quatro anos do nascimento da filha, quando o vocalista da banda guarapuavana se tornou pai também de um menino (Foto: arquivo pessoal)

“Eu tenho uma filha de quatro anos. Quando minha esposa estava grávida dela, eu escrevi essa música. Eu sentei, veio a melodia na cabeça e eu escrevi a letra em cima. A música foi feita nesse período da minha vida, na minha espera, na espera da minha menina”.

A espera de Júnior virou música gravada e lançada depois de quatro anos, quando o vocalista da banda guarapuavana se tornou pai também de um menino. Lançada neste sábado (11), a música da espera pelo nascimento de Alice, e também, pelo nascimento de um pai, é uma homenagem a todos os papais, que o são em sua plenitude. Dos cinco integrantes do grupo, além de Júnior, o baterista Pet também integra o time dos pais.

Baterista Pet também integra o time de pais da banda (Foto: Arquivo pessoal)

Abaixo, confira o videoclipe da música Minha Menina, da banda PJ32.

Produção de áudio e captação de vídeo: Ricardo Küster. Produção de vídeo: Eduardo Castro.

BANDA PJ32

A banda, formada há pouco mais de um ano, surgiu do encontro de um grupo de amigos que já estava no mundo da música e reuniu-se tocar pop rock em Guarapuava e região. Todos guarapuavanos, os cinco amigos encontram-se frequentemente e tocam em bares e pubs nos finais de semana.

Apesar de trabalharem mais com apresentações de covers, além da música Minha Menina, o grupo possui outras três músicas autorais já gravadas. O investimento na produção das músicas, no videoclipe produzido e no lançamento delas, é inteiramente do grupo, a partir dos cachês recebidos nas apresentações pela região.

Todas as apresentações e novidades do grupo guarapuavano, podem ser acompanhadas na página oficial da banda, no Facebook. Lá, as outras produções autorais do grupo também serão divulgadas.

INTEGRANTES

Edson Júnior Souza – vocalista e violão

Juninho Neves – guitarra

Pet – baterista

João Matheus – percussão

Eduardo Castro – baixo

Relacionadas

VAMOS NOS CUIDAR?

Policlínica Guairacá promove o Outubro Rosa com exames de mamas

TRANSPORTE INTERMUNICIPAL

DER seleciona empresas para assumir linhas entre Irati e Guarapuava 

OPORTUNIDADE

Inviolável abre vagas para portadores de deficiência em Guarapuava

Comentários