Advogado pede instauração de sindicância para apurar omissão de dados

Curitiba – O escritório jurídico do criminalista Elias Mattar Assad está encaminhado para o gabinete do Prefeito Beto Richa pedido de instauração de uma sindicância para apurar os fatos e punir os responsáveis pela omissão de dados no amparo ao inquérito policial nº 2009.0009487-0, do Dedetran de Curitiba na questão dos radares.
Os radares não registram a passagem do carro que estava sendo dirigido pelo ex-deputado Fernando Carli Filho na madrugada de 7 de maio deste ano e que culinou no acidnete que matou os jovens Gilmar Rafael Yared e Carlos Murilo de Almeida.
Em seguida será feita comunicação formal do expediente ao Presidente da Câmara Municipal de Curitiba. Na próxima terça-feira, o perito Walter Kauffmann Neto, subscritor do laudo e sentido-se induzido em erro pela “Consilux” estará em Curitiba para esclarecimentos.
Segundo Assad, o tema, embora não seja de interesse primordial das investigações, que já conta com provas suficientes, é de interesse público já que em resposta aos dados solicitados para a URBS a “Consilux” omitiu informações e, posteriormente, após confecção de laudo pelo perito da família Yared, a mesma “Consilux” com base em dados omitidos, publicamente contestou o resultado.

Relacionadas

TRABALHO EFETIVO

16º BPM em Guarapuava é o Batalhão que mais apreendeu armas em 2020

CUIDADO COM O GOLPE

Homem perde R$ 38 mil ao tentar comprar um carro em Guarapuava

MAIS UM

Grave acidente com quatro carros mata duas pessoas na BR-277

Comentários