Agência atende média diária de 200 pedidos de seguro-desemprego

Porém, agência se restringe a informações de como acessar o benefício no modelo on-line. Desempregados enfrentam dificuldades para a solicitação

Funcionária em atendimento com portas fechadas (Foto: Agência do Trabalhador)

O motorista Alexandre Ferreira de Mattos de 56 anos, foi dispensado do trabalho pela redução de demanda na empresa. Para não ficar desprovido de renda ele tenta acionar o seguro-desemprego. Porém, como a Agência do Trabalhador está atendendo de forma limitada, o motorista precisa usar a internet para requerer o benefício.

Para acessar o documento, basta baixar gratuitamente o aplicativo na loja virtual (Apple Store para IOS e no Play Store para Android). Ou acessar via Web, por meio do link: https://servicos.mte.gov.br/.

Entretanto, há dias ele enfrenta a mesma dificuldade. “Tenho que baixar a Carteira de Trabalho digital e não estou conseguindo. Não sei mexer com essa modernidade. Ligo lá na Agência, recebo orientação mas como a minha internet é ruim, não consigo. Não sei o que vou fazer, pois tenho três filhos e preciso desse dinheiro”.

De acordo com Cezar Malusa, funcionário da Agência do Trabalhador em Guarapuava, a dificuldade enfrentada por Alexandre é a mesma de centenas de outras pessoas. “Como estamos atendendo com equipe reduzida e com portas fechadas, estamos ficando doidos com tantas ligações. A maioria é por causa do seguro-desemprego e as dificuldades são muitas”.

(Foto: Agência do Trabalhador)

Conforme Cesar, atualmente a média diária de atendimento telefônico é de 200 ligações. Em dias anteriores à pandemia do coronavírus, cerca de 50 pessoas requeriam diariamente o seguro-desemprego.

Outro aplicativo que possibilita o acesso ao benefício é o ‘Emprega Brasil’. Porém, as exigências para o cadastro são semelhante à Carteira de Trabalho virtual. “A dificuldade de acesso será a mesma. Imagine quantas pessoas estão sem ter como pedir o seguro-desemprego porque não sabem acessar esses aplicativos”.

CAPTAÇÃO DE VAGAS

Como a demanda na Agência do Trabalhador está sendo muito grande com o seguro-desemprego, a equipe não está conseguindo captar vagas em empresas. De acordo com Cezar Malusa, assim, não está sendo possível saber como está o mercado neste momento.

“Temos uma equipe que fica em contato diário com as empresas em busca de vagas de trabalho. Mas neste momento isso não está sendo possível. Então não temos como dizer se as empresas estão contratando ou não”.

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

 

Relacionadas

MODELO

Cilla Tech Park atrai investidores de Cascavel para Guarapuava

REGULARIZAÇÃO

Alguns estabelecimentos precisam regularizar cadastro no 'Comida Boa'

DEFESA DO CONSUMIDOR

Procon de Guarapuava retoma audiências, mas no formato virtual

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com