Audiência pública debate a construção de universidade federal em Guarapuava

Guarapuava – Uma audiência publica realizada na tarde de hoje, 16, na prefeitura municipal de Guarapuava debateu a viabilidade da implantação de uma unidade da Universidade Tecnológica Federal (UTFPR) em Guarapuava. O encontro contou com a participação do prefeito Fernando Carli, do deputado federal César Silvestri e de todos os vereadores da cidade – a audiência provocou um recesso de 45 minutos na sessão de hoje da câmara.

O principal tema do encontro foi a escolha de um terreno que possa abrigar as instalações da UTFPR, já que Silvestri precisa apresentar a emenda, orçada em 3 milhões de reais, no prazo máximo de 15 dias. Diante da dificuldade na obtenção de uma área de 45 hectares, pertencente ao Exército e localizada no bairro Santana – de acordo com os presentes na audiência o valor pedido pelo espaço seria de 9 milhões de reais – duas possibilidades foram levantadas durante a reunião.

A primeira delas diz a respeito a obtenção de um terreno de propriedade no Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), localizado próximo ao Aeroporto de Guarapuava. Para isso, uma audiência pública com o governador do Paraná, Roberto Requião, deverá ser realizada nos próximos dias – no encontro haverá o pedido de concessão do espaço. A segunda alternativa é a compra de um terreno nos arredores da cidade, em uma região não muito afastada do centro, que permita a construção da universidade. O espaço requisitado para a instalação da nova unidade da UTFPR é de 15 hectares (150 mil metros).

“O terreno do Iapar possui 80 hectares e precisamos apenas de 15 hectares para a construção. Agora esperamos o apoio do prefeito, dos vereadores e do ministro Paulo Bernardo para que consigamos viabilizar a construção”, afirmou Silvestri ao fim da reunião. Já Carli comentou a possibilidade da implantação da UTFPR, caso não haja acordo com o governo estadual. “Procuraremos uma área pela cidade que se enquadre nos padrões financeiros da prefeitura”, encerrou.

Relacionadas

VACINAÇÃO

5ª Regional de Saúde terá 5.920 doses de vacina para 20 municípios

INÍCIO DE MANDADO

Primeira sessão ordinária da Câmara ainda não tem dia definido

MILITARIZAÇÃO

Deputados aprovam alterações no programa Colégios Cívico-Militares

Comentários