Câmara cria comissão para mudar lei eleitoral

Brasília – (Mario Coelho) – Os líderes partidários decidiram, na manhã desta quinta-feira (4), criar uma comissão de parlamentares para atualizar a legislação eleitoral. Esse foi o principal resultado da reunião convocada no início da semana para discutir o tema. Participam da comissão os deputados Flávio Dino (PCdoB), Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM-BA), João Paulo Cunha (PT-SP), Márcio França (PSB-SP) e Luiza Erundina (PSB-SP).
Com essa decisão, a reforma política, por enquanto, fica em segundo plano nas discussões. O maior motivo é a falta de consenso entre os partidos com representação na Câmara. Uma das principais questões de discórdia é a lista fechada de candidatos nas eleições. Enquanto as maiores legendas são favoráveis à proposta, as siglas pequenas e médias são contra. “A lista está morta. Só poderá ser ressuscitada em 2011 porque é a proposta que mais divide”, adiantou Dino.
Logo depois do encontro de líderes, os membros da comissão se reuniram. Em pouco menos de uma hora de debate, definiram a próxima terça-feira (9) como o prazo limite para os deputados apresentarem sugestões à reforma eleitoral. Aí, então, a comissão vai começar a construção de um texto final. A ideia é colocar para votar em 15 dias, pouco antes do início recesso parlamentar.
A comissão tem como ponto de partida as duas minutas elaboradas por Flávio Dino. Uma atualiza a legislação eleitoral e outra prevê os financiamentos público e cidadão de campanha. O Congresso em Foco mostrou hoje que a Câmara, com essas propostas, pretende reaver o comando do processo eleitoral. Com esse vácuo, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acabou legislando com resoluções e acórdãos de decisões.

(Congresso em Foco)

Relacionadas

COVID-19

Bolsonaro tem febre e há suspeita de ter contraído a covid-19

PRUDENTÓPOLIS

Prudentópolis recebe obras e equipamentos com apoio de Ademar Traiano

MEC À SOLTA

Núcleo impede Feder, mas ele diz que tinha recusado convite

Comentários