Caminhoneiro com princípio de infarto é salvo na rodovia

Ponta Grossa – O caminhoneiro Antônio de Oliveira (foto), 43 anos, estava prestes a sofrer um infarto enquanto dirigia o seu veículo pela rodovia BR-376, nesta quinta-feira. Ele apresentava quadro de arritmia cardíaca, diabetes elevado e pressão alta. O caso grave e que poderia levar o paciente a óbito, caso não fosse atendido rapidamente, só foi descoberto porque ele encontrou um consultório médico na beira da rodovia. Era o ônibus adaptado do programa Estrada para a Saúde, realizado toda quinta-feira no pátio do Posto Contorno, no quilômetro 490 da Rodovia do Café.
Assim que o enfermeiro Jacir Pinto iniciou os testes iniciais de sangue, identificou que se tratava de um caso característico de arritmia cardíaca. “Ele corria o risco de sofrer um ataque cardíaco a qualquer momento, poderia ser andando ou enquanto ele dirigia pela rodovia”, comentou.
O médico José Carlos Raad examinou Antônio e confirmou a gravidade da situação. Uma ambulância foi acionada e o caminhoneiro levado para o Pronto Socorro Municipal de Ponta Grossa.
Pesquisas realizadas pelo programa Estrada para a Saúde confirmam que mais da metade dos motoristas de caminhão que utilizam frequentemente as rodovias da região precisa redobrar os cuidados com a saúde, caso não queira enfrentar problemas sérios em breve. De acordo com pesquisa realizada junto a 2 mil pessoas atendidas pelo programa, 63% dos motoristas apresentam algum tipo de problema de saúde, como hipertensão (pressão alta), índice de massa corporal acima do normal (obesidade) e dores na coluna. Muitos desses motoristas não sabem da existência dessas doenças.
O caminhoneiro Antônio Oliveira, por exemplo, não fazia um check-up geral de saúde há muito tempo. “Nossa, me lembro a última que fui ao médico”, comprova ele antes de ser levado pela ambulância. Segundo ele, o fato de existir um programa de atendimento à saúde na beira da rodovia fez toda a diferença.
O programa Estrada para a Saúde existe há dez anos. Nesse período, mais de 25 mil caminhoneiros já foram atendidos pela unidade móvel que oferece serviços todas as quintas-feiras.

Dicas de Saúde
Os motoristas devem evitar alimentos gordurosos, comidas com excesso de calorias, bem como doces e frituras. Atenção maior aos legumes, verduras, carnes magras, assadas ou cozidas, e lembrar de ingerir água em abundância, em torno de 4 litros/dia e se possível fazer caminhadas de pelo menos vinte minutos ao dia para que o organismo possa ter o mínimo de condicionamento evitando assim, o ganho de peso e a perca de saúde.

Fotos: Marcos Silva / Divulgação

Relacionadas

BOLETIM COVID

HSV confirma 90% de ocupação de leitos de UTI privados da covid-19

SONHO DA CASA PRÓPRIA

Interessados em casas da Cohapar têm até dia 24 para se inscrever

ENSINO SUPERIOR

Vestibular da Unicentro segue com inscrições abertas até 4 de fevereiro

Comentários