Carli pode ser tornar inelegível

Guarapuava – O prefeito Fernando Ribas Carli (PP) pode se tornar inelegível por 8 anos, segundo observou o presidente da Câmara de Vereadores, o peemedebista Admir Strechar.
É que a partir de parecer emitido pela Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara na sessão desta segunda-feira, 29, a maioria dos vereadores desaprovou as contas do Executivo Municipal na gestão anterior do prefeito Fernando Ribas Carli, exercício financeiro de 2006.
A votação foi dispensada (8 votos contra 3 – Elcio Melhem estava ausente) dos prazos regimentais porque por se tratar de decreto legislativo dispensa o trâmite para Comissão de Justiça e Redação.
O Projeto de Decreto Legislativo 03/2009 apresentado pela da Comissão que é presidida pelo vereador João Napoleão (PSDB), como relator o democrata Gilson Amaral e como membro o petista Antenor Gomes de Lima, está embasado nos direitos conferidos pela Lei Orgânica do Município e pelo Regimento Interno.
A desaprovação consta no artigo 1º do Decreto Legislativo, enquanto o artigo 2º prevê a rejeição do parecer prévio do Tribunal de Contas do Estado do Paraná, constante no acórdão no 702/2009 – Segunda Câmara.
As razões que justificam o artigo 2º é que a contabilização das receitas de transferência em valores diferentes dos divulgados nas páginas da Internet; excesso de dispositivos para alteração do orçamento; despesas sem indicação de procedimento de dispensa de licitação; constituição incorreta do Conselho de Saúde; e, inconsistência nos saldos em relação as disposições apresentadas nos extratos das instituições bancárias.
Segundo o presidente da Câmara, Admir Strechar (PMDB), Carli se torna inelegível por 8 anos. A reprovação das contas teve 8 votos favoráveis e 3 contrários. Elcio Melhem (PP) estava ausente.

Relacionadas

INÍCIO DE MANDADO

Primeira sessão ordinária da Câmara ainda não tem dia definido

MILITARIZAÇÃO

Deputados aprovam alterações no programa Colégios Cívico-Militares

LUTO

Morre o ex-deputado Algaci Tulio, mais uma vítima da covid-19

Comentários