Cesar Filho reúne setor econômico e Saúde para debater ações

Cesar Filho esteve com comerciantes e debateu medidas para vendas de Páscoa. Também debateu a continuidade do enfrentamento ao coronavírus

Cesar Filho reúne-se com profissionais da Saúde (Foto: Secom/Prefeitura de Guarapuava)

A segunda (30) foi de reuniões entre o prefeito Cesar Silvestri Filho (Podemos), empresários e profissionais da área de saúde em Guarapuava. De acordo com a pauta do dia, o enfrentamento do coronavírus esteve no topo dos debates. Portanto, as discussões giraram em torno das estratégias adotadas e também que acontecerão na área da saúde e desenvolvimento econômico, ambas pensadas no cenário local.

De acordo com Cesar Filho, Guarapuava possui características próprias e que precisam ser levadas em consideração em todas as decisões. “Por isso, fazer esse diagnóstico é fundamental”.

Assim, ambos os encontros serviram para detalhar as próximas ações da prefeitura sobre a redução da velocidade da propagação do vírus. “Lembramos a todos que todas as recomendações e conversas de hoje seguem uma previsão, porque também obedecemos as determinações estaduais e nacionais sobre o tema”.

COMÉRCIO

Reunião com empresários (Foto: Secom/Prefeitura de Guarapuava)

A primeira reunião do dia foi com representantes do comércio de diferentes setores. Estiveram presentes representantes da venda de automóveis, lojas de departamento, comércio de rua, entrou outros setores.

Assim, os empresários queriam uma decisão sobre a possibilidade de abertura do comércio nos próximos dias. Como já afirmado anteriormente, Cesar Filho explicou que há condicionantes nesse processo e que não irá tomar decisões precipitadas.

Estipulamos a data de 6 de abril como primeira data possível. Esta é uma perspectiva de reinício, para que os empresários estejam preparados. E temos como requisitos a necessidade de que eles se preparem com equipamentos de proteção individual aos funcionários e clientes. Eles tem que ter todas as medidas de segurança e higiene adequadas em todos os estabelecimentos e possível rodízio de atividades.

Além disso, o prefeito ainda afirmou que, em caso de aumento no número de casos confirmados e agravamento da situação municipal, a decisão pode ser revista. De acordo com Cesar Filho, não há bem maior em jogo que a saúde e a vida.

Qualquer erro de análise ou de decisão pode ser uma tragédia.

Por isso, continuou o prefeito, mais do que nunca, é hora de confiar nas autoridades sanitárias, no trabalho dos especialistas e no compromisso dos gestores responsáveis. “Se cada um der a sua cota de cooperação e sacrifícios individuais, passaremos por isso juntos e rápido”.

Conforme ponderou Cesar Filho, todos querem a reabertura dos serviços de maneira lenta e gradual. Porém, ao mesmo tempo, garantindo a segurança de quem trabalha no comércio e de quem precisa comprar nele. “Temos essa semana inteira para discutir como faremos isso e de que maneira será possível essa retomada”.

PÁSCOA

Uma das preocupações atuais é com o setor de vendas de chocolates. De acordo com comerciantes do setor, a Páscoa é um dos pontos altos de venda e já foram adquiridos estoques para vender nas próximas semanas. No entanto, com o comércio fechado, há o proibitivo da venda direta.

Entretanto, mantendo a cautela, o prefeito sugeriu à comissão que pense em alternativas. Como por exemplo, vendas com entrega a domicílio e possibilidade de venda dentro do carro. As novas recomendações deverão ser ajustadas nos próximos dias.

PROFISSIONAIS DA SAÚDE

A última pauta dia, segundo a agenda do prefeito Cesar Filho, foi com o secretário municipal de Saúde, Celso Goes, membros da equipe médica dos hospitais São Vicente e Santa Tereza. Além dos cursos de medicina da Unicentro e Campo Real, e de profissionais autônomos da área da saúde e funcionários da Secretaria Municipal de Saúde.

Conforme Celso Goes, os profissionais reiteraram que o atual momento, em que há apenas um caso confirmado, está sendo útil para o que chamaram de “curva de aprendizado” sobre os protocolos de atendimento ao coronavírus.

“Ou seja, não temos um sistema de saúde em colapso e os profissionais estão conseguindo trocar informações relevantes sobre a evolução do paciente, bem como as condutas necessárias”.

AS MAIS AFETADAS

Celso Goes (Foto: Ascom/Saúde)

O secretário destacou também que cidades com mais de 80 mil habitantes são mais afetadas pelo coronavírus. Isso porque, são referência para cidades menores e também tem uma densidade demográfica maior.

Por isso, medidas restritivas devem ser aplicadas mais rigorosamente nesses casos. “Sem contar no nosso clima, que é frio e propício para casos de influenza e doenças respiratórias. Nossos hospitais já ficam sobrecarregados nesse período, não podemos aumentar ainda mais essa carga”.

Sobre a preocupação com os grupos de risco, a comissão destacou que é fundamental manter o isolamento total de idosos, pessoas com doenças crônicas e grávidas e puérperas. Já sobre a abertura do comércio, a equipe se mostrou favorável, desde que sejam adotadas todas as medidas preventivas necessárias para evitar a transmissão do vírus.

A Comissão também irá elaborar um documento com uma série de recomendações para a prefeitura já se antecipar a questões relacionadas à pandemia.

PLANEJAMENTO

Durante essa semana, equipes e comissões empresariais seguirão planejando os temas debatidos nas reuniões desta segunda. De acordo com a prefeitura, o objetivo é detalhar ao máximo as possibilidades de reabertura de atividades comerciais. Assim como a manutenção de um quadro favorável na área da saúde, diminuindo, ao mesmo tempo, a circulação de pessoas na rua.

Os próximos passos são o estabelecimento de protocolos de utilização de EPIs aos funcionários que poderão retornar ao serviço. Também está na pauta da semana, a flexibilidade de horários e dias de atuação para cada setor e a confecção de materiais de apoio para quem precise sair de casa.

Durante a conversa, o prefeito ainda destacou que está cobrando do Governo Estadual a abertura da ala de UTI do Hospital Regional para suprir a demanda de leitos que existe hoje na Região.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

NOVO BOLETIM

Guarapuava registra seis novos casos de covid-19 em 24h

NOVO PERÍODO

Paraná registra 1ª morte por dengue durante os últimos quinze dias

UTILIDADE PÚBLICA

Obras vão interditar a BR-277 no acesso para Guarapuava nesta quarta (23)

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com