CIS Centro-Oeste emite nota de esclarecimento sobre Operação Milkman

Ministério Público do Paraná investiga fraudes na gestão anterior

O Consórcio Intermunicipal de Saúde do Centro-Oeste (CIS-Centro-Oeste) divulgou nota oficial em relação ao conteúdo divulgado pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) sobre a operação Milkman, que cumpriu sete mandados de busca e apreensão nos municípios de Palmital, Laranjal e Curitiba, nessa quarta feira (5).

Na nota assinada pela Diretora Executiva do CIS-Centro-Oeste, Rosangela Padilha Pereira Viante, além de nominar o ex-presidente na gestão 2014-1016, período alvo das investigações, há também nomes de quem fazia parte da então diretoria. O conteúdo esclarece também, que a atual gestão, que assumiu no início de 2017, tem “tomado todas as providências para a implantação de uma gestão transparente e que atenda somente o interesse público”. (Leia a nota abaixo)

De acordo com o MP-PR, a Operação Milkman apura a prática de crimes de fraude a licitação, lavagem de dinheiro, falsificação ideológica e corrupção praticados por organização criminosa instalada no município de Palmital. Os alvos residências, empresas e dois escritórios de advocacia.

De acordo com as investigações, por meio de uma empresa criada em nome de um “laranja”, o grupo criminoso fraudou licitações do Consórcio Intermunicipal de Saúde Centro-Oeste, que tem sede em Guarapuava, e desviou recursos públicos para seus sócios de fato, que mantinham vínculos pessoais e/ou profissionais com as administrações públicas municipais de Laranjal e Palmital. A investigação constatou, ainda, indícios do crime de corrupção praticado pelo ex-procurador e pelo ex-prefeito de Laranjal na gestão 2014-2016.

A NOTA

Relacionadas

SANEAMENTO

Cristina Silvestri anuncia obra de rede de esgoto no bairro Santana

VACINA É IMPORTANTE

Saúde estima que 10.307 crianças devem ser vacinadas em Guarapuava

SINISTRO

Vândalos ateiam fogo em escola no Residencial 2000

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com