Consertos emergenciais afetam abastecimento de água em sete regiões de Guarapuava

Nesta tarde (10) a Sanepar registrou quatro rompimentos na rede. Normalização deve ocorrer até o fim do dia

Quatro rompimentos na rede de distribuição de água em Guarapuava registrados nesta tarde (10), causados por motivos ainda desconhecidos pela Companhia de Abastecimento do Paraná (Sanepar), podem causar desabastecimento ou redução de pressão da água em sete regiões da cidade. De acordo com a assessoria da Sanepar, podem ser afetados: Residencial 2000, Loteamento Santa Matilde, Morar Melhor, Vila Santo Antônio, Vila Buck, Trianon e Bairro dos Estados.

Equipes da Companhia e da empreiteira que está a serviço da Sanepar trabalham desde o período da manhã nos consertos das redes. Segundo a empresa, os serviços devem ser concluídos até às 15h. A previsão de normalização é no início desta noite e deve ocorrer de forma gradativa.

De acordo com o coordenador de Redes da Sanepar em Guarapuava, e gerente em exercício, Adão Alisson Slompo, a equipe trabalha de forma ágil e eficiente em casos como essa ocorrência emergencial.

“Consertos emergenciais, como o nome diz, são emergências e não há como prevê-los e avisá-los com antecedência, ao contrário das paradas que são programadas e, portanto, sempre avisadas com pelo menos 72 horas de antecedência. A Sanepar trabalha rotineiramente com manutenções preventivas nas redes de água, inclusive para evitar rompimentos de rede. No entanto, rompimentos na rede de distribuição de água podem ocorrer mesmo por motivos alheios à Companhia. Nesses casos, logo que constatados os rompimentos, as equipes imediatamente se mobilizam para fazer os consertos necessários e o abastecimento ser retomado o mais breve possível”.

Só ficarão sem água os clientes que não têm caixa-d’água no imóvel, conforme recomendação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). A orientação é evitar desperdícios.

Relacionadas

REGIÃO

Suspenso concurso de 2016 do CIS Centro-Oeste, em Guarapuava

OPORTUNIDADE

Senac oferece curso técnico em massoterapia, em Guarapuava

EDUCAÇÃO

Pioneira no ensino superior em Direito, Faculdade Guarapuava comemora 18 anos

Comentários