Coronavírus: casos confirmados chegam a 2.433 e 57 mortes no Brasil

Conforme o MS, o Paraná registra 81 casos contra 70 nesta terça (24). Hoje ocorreu ainda a primeira morte no Sul do Brasil

Coronavírus: casos confirmados chegam a 2.433 e 57 mortes no Brasil (Foto: Reprodução/AFP)

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, participou de entrevista coletiva nesta quarta (25). Assim, o ministro divulgou o novo boletim do Ministério da Saúde. Os números mostram o avanço do coronavírus no país. De ontem (24) para hoje as confirmações subiram de 2.201 para 2.433.

As mortes também aumentaram. Passaram de 46 nessa terça (24) para 57 nesta quarta, com novos óbitos registrados, agora nas Regiões Norte, Nordeste e Sul. Do total, 48 foram em São Paulo, seis no Rio de Janeiro, uma no Amazonas, uma no Rio Grande do Sul e uma em Pernambuco.

Conforme o ministério, no Paraná agora são 81 casos  confirmados da doença contra 70 registrados nessa terça. Portanto, um aumento de 11 pessoas infestadas de um dia para o outro. A Covid-19 tem a taxa de letalidade de 2,1%, de acordo com dados apresentados pelo Ministério da Saúde.

Região Sul

Também nesta quarta (25), a prefeitura de Porto Alegre confirmou a primeira morte no Rio Grande do Sul. A vítima é uma mulher de 91 anos que estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Moinhos de Vento. Esta é primeira morte em decorrência do novo coronavírus registrada na Região Sul do Brasil.

Em coletiva de imprensa na tarde desta quarta (25), o ministro da Saúde, Luiz Mandetta, disse que o Governo Federal terá uma preocupação muito grande com os Estados da Região Sul em decorrência do frio que se aproxima.

Por fim, o ministro chamou a atenção sobre a campanha nacional de vacinação contra a gripe comum. Segundo ele, “os grupos antivacinas não deram as caras este ano e isso fez com que muitos municípios conseguissem bater recorde nos primeiros dias da campanha”.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

QUE TAL APOSTAR?

Prêmio da Mega-Sena para este sábado é de R$ 27 milhões

DINHEIRO NA CONTA

Auxílio Emergencial para nascidos em agosto foi creditado nessa sexta (14)

OPINIÃO

Pesquisa Datafolha mostra melhor aprovação de Bolsonaro

Comentários