Parte do seu imposto de renda pode ajudar instituições beneficentes de Guarapuava

Alternativa permite que o dinheiro do contribuinte permaneça no município, auxiliando projetos que atendem crianças e adolescentes

Projeto ‘Vida Plena’, da Canaã, é um dos que pode ser beneficiado com a destinação (Foto: Reprodução)

Parte do valor do Imposto de Renda (IR) de guarapuavanos pode auxiliar oito instituições que atendem crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, em Guarapuava. No município, as doações podem ser destinadas ao Fundo Municipal para Infância e Adolescência (FIA). O prazo vai até o dia 28 de dezembro.

De acordo com o prefeito Cesar Silvestri Filho, o Fundo dos Direitos da Criança e do Adolescente é um instrumento alternativo para o financiamento de políticas públicas. Por meio deste fundo, recursos de diferentes fontes são agrupados para incrementar os programas e projetos que tem como público-alvo a faixa etária de 0 a 18 anos.

“Essa é mais uma forma da população contribuir com as instituições sociais de Guarapuava. Ganham os projetos desenvolvidos na cidade e os contribuintes que fazem uma boa ação e ainda garantem abatimento no imposto”.

Em Guarapuava, os projetos beneficiados pelas doações são mantidos pelo Instituto de Ação Social Renascer; Instituto João Paulo II; Instituto Dom Bosco; Caritas Socialis; Associação Canaã de Proteção à Criança e ao Adolescente; Apae; Apadevi; e Associação Beneficente das Senhoras de Entre Rios.

Segundo informações da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social do município, as doações têm de ser feitas diretamente para o fundo ou para os projetos.

“Não adianta doar diretamente para uma entidade. As pessoas físicas podem efetuar a dedução integral de valores doados ao FIA Municipal, diretamente por ocasião de sua declaração de ajuste anual, respeitando o limite de até 3% do imposto devido, permanecendo a possibilidade de dedução de valores doados no exercício anterior até o montante de 6% do imposto devido”, esclarece o secretário da pasta, Ari Marcos Bona.

GESTÃO

Hoje, a gestão dos recursos do FIA tem a participação ativa da sociedade, através do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica), que é composto por representantes do poder executivo e da sociedade civil organizada.

“Com isso, o contribuinte tem o poder de destinar parte do seu Imposto de Renda Devido para iniciativas sociais de sua própria cidade ao invés de destinar o valor total para a União. Isso dá maior agilidade e transparência para o uso do dinheiro público. E ainda pode acompanhar e ver próximo a você a aplicação desse recurso”, explica Ari.

Para conferir mais detalhes sobre o funcionamento do FIA, clique aqui.

FORMAS DE DOAÇÃO

Doações no ano Calendário (até 31.12.2018):

– Limite até 6% do imposto devido (se doar menos de 6% ainda poderá doar o restante na doação diretamente na declaração);

– Depósito diretamente na conta do FIA (CEF, agência 0389, conta 437-0);

– Solicitar junto à tesouraria do FIA o recibo de doação, com os dados do FIA e do doador;

* Existe a possibilidade de financiar projetos específicos, cadastrados no banco de projetos, disponíveis no site do município.

* Não optando por projetos, o recurso será rateado para todos os projetos, conforme resoluções do Comdica

– Informar o valor doado na sua declaração de IRPF no campo de “doações efetuadas”, escolhendo a opção de doações – Estatuto da Criança e Adolescente, preenchendo os dados do fundo conforme recibo;

– Já será deduzido diretamente no valor a pagar;

– Para fins de dedução, deve-se utilizar a declaração completa.

 Doações diretamente na Declaração de IPRF:

– Limite até 3% do imposto devido valor é informado automaticamente após preenchimento;

– Após o preenchimento da declaração, verificar que no campo “resumo da declaração”, clique na opção de “Doações diretamente na declaração – ECA”;

– Será aberta na sua declaração a janela de “Doação Diretamente na Declaração”;

– Selecionar o tipo de Fundo:

* Municipal

* UF: PR Paraná

* Município: Guarapuava – 15.302.270/0001-24

– Preencher o campo de valor, limitado ao valor disponível que o sistema irá informar;

– Salvar com a opção ok;

– O sistema irá gerar um DARF no valor da doação. Pagar o DARF dentro da data de vencimento;

– O valor do DARF da declaração será deduzido do imposto a pagar, caso seja devido;

– Caso haja restituição, o valor doado irá somar na sua restituição, ou seja, o valor do DARF que pagou será restituído;

– Nessa opção, não há necessidade de informar nada ao FIA, não precisa pedir recibo, pois ocorre abatimento automático.

Relacionadas

PROGRAME-SE

'Trenzinho da Luz' oferece passeio gratuito pela 'Cidade dos Lagos'

MORADIA

Famílias recebem casa própria em Santa Maria do Oeste

CANDÓI

Manifestação pede que lei contra maus tratos de animais seja cumprida

Comentários