Diagnóstico clínico passa a compor dados sobre coronavírus

Ministro interino afirma que os gestores poderão compreender melhor a evolução da doença, sem depender apenas da confirmação dos testes laboratoriais

Ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello (Fotos: José Dias/PR)

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, disse hoje (23) que o diagnóstico clínico também passará a compor a base de dados de casos de covid-19. De acordo com ele, com isso, os gestores poderão compreender melhor a evolução da doença, sem depender apenas da confirmação dos testes laboratoriais.

Vamos gradativamente chegando com transparência e objetividade aos números de contaminados e positivados, tanto por diagnóstico clínico quanto por diagnóstico por teste.

De acordo com Pazuello, uma nova orientação para testagem em massa e diagnóstico já foi pactuada com estados e municípios e será apresentada amanhã (24) em coletiva de imprensa. “Ela prevê que o diagnóstico clínico é soberano, os nossos médicos têm capacidade e direito de diagnosticar o paciente para dar o protocolo de tratamento”.

Além disso, ele explicou que o novo documento vai responder dúvidas sobre critérios de distribuição e público-alvo para testagem de acordo com o tipo de teste. Conforme o ministro interino, a transparência de dados “será infinita”. Eleapresentou aos parlamentares o painel interativo de casos de covid-19, o SUS Analítico, que de acordo com Pazuello, passará a se chamar Localiza SUS. Assim, a ferramenta permite a aplicação de filtros por estados, municípios, Região metropolitana e interior.

Além disso, segundo Pazuello, a ferramenta permite que os gestores observem e comparem as curvas de contaminação e definam as ações de acordo com cada caso. “O Brasil não pode ser visto simplificadamente, tem que ser visto regionalmente, pelos seus estados e municípios”.

De acordo com a plataforma, o Brasil tem 1,106 milhão de casos confirmados de covid-19 e 51.271 mortes registradas pela doença. Pazuello disse que o Ministério da Saúde é solidário a todas essas famílias e agradeceu a dedicação dos profissionais de saúde que estão na linha de frente de combate à pandemia.

Durante a audiência pública, o ministro interino apresentou as ações e investimentos do governo federal e detalhou a aplicação dos R$ 39,3 bilhões em crédito extraordinário que foram disponibilizados para o combate à pandemia.

*Com informações de Agência Brasil

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

NOVO BOLETIM

Guarapuava registra seis novos casos de covid-19 em 24h

NOVO PERÍODO

Paraná registra 1ª morte por dengue durante os últimos quinze dias

UTILIDADE PÚBLICA

Obras vão interditar a BR-277 no acesso para Guarapuava nesta quarta (23)

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com