Em Nova Laranjeiras, professora usa frutas para ensinar ciências a alunos

A atividade foi complemento da aula teórica da professora Sandra Silva Baldisserra

*Com informações da Agência Estadual de Notícias

Alunos em aula prática (Foto: AEPr)

No Colégio Estadual do Campo de Rio da Prata, em Nova Laranjeiras, a 129 quilômetros de Guarapuava, os alunos do 7° ano do Ensino Fundamental aprendem a teoria em aula prática diferenciada.

Numa aula de Ciências para representar o desenvolvimento das células procarióticas e eucarióticas, a diferença entre os organismos unicelular e pluricelular, e as estruturas celulares e suas organelas a professora utilizou frutas. Os lisossomos foram representados com uvas, o complexo golgiense com tangerina, a maçã representou o núcleo, a casca da maçã representou o material genético na célula procariótica, e assim sucessivamente com as outras organelas celulares.

A atividade foi complemento da aula teórica da professora Sandra Silva Baldisserra, para proporcionar aos alunos a oportunidade de conhecer e reconhecer as células. De acordo com a professora, a aula prática facilita o aprendizado. “Os alunos conseguem entender os conteúdos que trabalhamos em sala e que estão nos livros por meio da observação. Assim, a explicação do professor fica mais completa”.

O ensino teórico aliado a atividades práticas enriquece o currículo, facilita o processo de ensino e aprendizado e torna as aulas mais interativas. Trata-se da metodologia do ensino prático, que tem transformado as aulas nas escolas da rede estadual de ensino.

“Eu gostei muito. Achei mais proveitoso porque com as atividades práticas aprendemos melhor e com mais facilidade as diferenças entre as células”, disse Poliana Moreira Wrublak, 12 anos, do 7° ano.

Aula prática (Foto: AENPr)

Relacionadas

ALTA PROCURA

Faculdade Guarapuava formou 200 profissionais de contabilidade

LER FAZ BEM

Bibliotecas da Unicentro indicam livros do acervo no Instagram

GUARAPUAVA

Capital da Cevada e do Malte agora tem curso técnico de mestre cervejeiro

Comentários