Energisa e Unesco distribuem 420 cestas básicas em Guarapuava

Ação beneficiará 140 famílias por três meses em Guarapuava. Unesco fará diagnóstico social para verificar efeitos da pandemia nas famílias

Energisa e Unesco distribuem 420 cestas básicas em Guarapuava (Foto: Energisa)

A Energisa Sul-Sudeste e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) se uniram para contribuir com famílias em situação de vulnerabilidade devido a pandemia do novo coronavírus. Assim, iniciaram nessa sexta (23), a distribuição de 420 cestas básicas em Guarapuava.

A ação vai atender 140 famílias por três meses, nos bairros Jordão, Residencial 2000 e no Distrito de Entre Rios. Nessa sexta, a entrega das cestas ocorreu com a ajuda da equipe Geração de Emprego, Renda e Apoio ao Desenvolvimento Regional (Gerar), organização selecionada pela Unesco.

Atualmente, a fome afeta mais de 10 milhões de brasileiros, conforme dados recentes divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

PROJETO

De acordo com a organização, a ação humanitária emergencial de combate à fome, integra o movimento Energia do Bem. A iniciativa liderada pela Energisa destinou R$ 8 milhões a diversas frentes de combate à pandemia em todo o país.

Desta forma, o projeto conta com o apoio de organizações da sociedade civil e de lideranças comunitárias locais selecionadas pela Unesco. Assim, a ação conjunta atinge um maior número de pessoas com elevado índice de vulnerabilidade social e econômica em razão da pandemia.

(Foto: Energisa)

Juntas, as entidades identificaram os grupos afetados pela crise. Em seguida, montaram as cestas com alimentos comprados em estabelecimentos comerciais locais. Assim, conforme o diretor-presidente da Energisa Sul-Sudeste, além de beneficiar as famílias durante três meses, a iniciativa ajuda a movimentar a economia das cidades e dos bairros atendidos.

“Neste momento adverso, além de fornecer energia elétrica com qualidade, temos o compromisso adicional de apoiar as comunidades mais necessitadas. Essa é mais uma importante iniciativa da Energisa que contribuirá com diversas famílias”.

DIAGNÓSTICO

Conforme informações da organização, ao longo da iniciativa, a Unesco promoverá um diagnóstico socioeconômico das famílias atendidas. O objetivo é identificar os impactos da pandemia sobre elas. No levantamento serão analisados indicadores sociais. Entre eles, segurança alimentar e nutricional, vulnerabilidade à violência, trabalho e renda e expectativas no pós-pandemia.

De acordo com a diretora e representante da Unesco no Brasil, Marlova Noleto, o mundo está desafiado pela pandemia da covid-19. “E com isso, torna-se necessário que coordenemos ações de solidariedade e de engajamento para minimizar os efeitos da pandemia. Principalmente nos grupos mais vulneráveis. Estamos muitos felizes com essa parceria com a Energisa”.

Ainda conforme a representante da Unesco, o objetivo é apoiar aqueles que mais precisam, como famílias e comunidades afetadas durante essa crise. “Além disso, contribuir com as organizações da sociedade civil e lideranças comunitárias na distribuição de alimentos e produtos de higiene”.

(Foto: Energisa)

PARCERIA

A parceria da Energisa com a Unesco no combate aos efeitos da pandemia começou no lançamento do Movimento Energia do Bem. Desse modo, a organização fez a curadoria de conteúdos para o portal www.movimentoenergiadobem.com.br, incluindo materiais de domínio público da biblioteca digital.

Por fim, os interessados também encontram acesso para a Biblioteca Mundial On-line da instituição e para outros projetos como Educamídia (de educação midiática), Maré de Ciência e curso virtual das Nações Unidas sobre mudanças climáticas.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

DELÍCIA LOCAL

Hoje (3) é dia de pastel da Catedral em Guarapuava

EM LUTO

Despedida de George Karam será restrito à família em Guarapuava

LUTO

Morre o médico pediatra George Karam por complicações da covid-19

Comentários