Estado estabelece normas para proteção de trabalhadores

Documento da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho traz determinações e orientações para as empresas protegerem funcionários

Empresas consideradas essenciais devem adotar medidas de segurança em até 48 horas (Foto: Gilson Abreu)

Com o novo decreto ampliando de 33 para 40 a lista de atividades consideradas essenciais e que podem continuar funcionando normalmente no Paraná, a Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho editou resolução estabelecendo critérios e normas para proteção dos trabalhadores nas empresas desses setores. Resolução nesse sentido foi assinada nesta terça (31) pelo secretário Ney Leprevost.

Assim, o documento traz determinações e orientações para as empresas que estiverem funcionando neste período em relação à segurança dos funcionários. A secretaria informou que as regras criadas para combater a pandemia de coronavírus precisam ser cumpridas também pelas empresas, para que não coloquem em risco a saúde dos trabalhadores.

De acordo com o texto, as empresas consideradas essenciais devem adotar num prazo máximo de até 48 horas, medidas de prevenção, com base no distanciamento social. Além de manter os trabalhadores com distanciamento mínimo de 1,5 metro. E anda, disponibilizar a todos os empregados acesso às áreas de higienização, providas de água corrente, sabonete líquido, toalhas descartáveis, lixeiras com tampa acionada por pedal. Também deverá ser disponibilizado álcool 70%.

Além disso, a resolução determina ainda que as empresas mantenham os ambientes de trabalho abertos e arejados, forneçam copos descartáveis em todos os setores e possibilitem aos seus empregados que evitem o compartilhamento de material de expediente, como canetas, telefones e lápis, fornecendo material individual.

Já os elevadores deverão ter o uso limitado a 30% da sua lotação.

TRANSPORTE COLETIVO E SAÚDE

A resolução também prevê que empresas operadoras de transporte público deverão higienizar os coletivos dentro dos terminais, antes e depois de cumprir as respectivas rotas. Bem como adequar locais de uso comum com banheiros e refeitórios, evitando a aglomeração de pessoas. Já para as atividades vinculadas à área de saúde, fica obrigatória a utilização de Equipamento de Proteção Individual (EPI), tais como óculos de proteção, máscaras, aventais, luvas e álcool em gel, dentre outros.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

POTENCIAL

Governador autoriza construção de hidrelétricas em cidades da Região

RESPONSABILIDADE

Prazo para alistamento militar on-line é até o dia 30 de junho

ADIADO

Inscrições do Enem são adiadas até dia 27 de maio

Comentários