Feira do Produtor retoma funcionamento em Guarapuava

Os produtos vão desde artesanato até frutas, verduras, queijos, pães e bolos. Em cada dia da semana, a feira ocorre em um bairro diferente

Feira do Produtor retoma funcionamento em Guarapuava (Foto: Secom/Prefeitura de Guarapuava)

Nesta semana, a Feira do Produtor de Guarapuava retomou normalmente as atividades, mantendo todas as medidas de saúde para garantir a segurança da população. Em cada dia da semana, a feira ocorre em um bairro diferente, oferecendo frutas, verduras, queijos, pães e bolos.

De acordo com o prefeito, Celso Góes, as feiras estão preparadas para manter as normas de prevenção à covid-19. “Nosso cuidado está sendo a pandemia. Mas sabemos que a economia e a agricultura precisam continuar funcionando. Assim, os consumidores podem ficar tranquilos porque as Feiras seguirão funcionando, mantendo o distanciamento, higiene das mãos e o controle de entrada”.

Conforme o secretário de Agricultura, Itacir Vezzaro, a feira voltou com novos propósitos para este ano.

O projeto para este ano é incentivar as pessoas a voltarem a frequentar as Feiras e conhecerem os produtos. Este é um trabalho que estamos fazendo juntamente com a diretoria da Associação dos Feirantes e os coordenadores das Feiras, pois são sete Feiras que acontecem de segunda a domingo. Vamos trabalhar também junto ao agricultor para aumentar o número de feirantes e a diversificação da produção. São produtos colhidos pela manhã e comercializados à tarde, garantido assim a qualidade da produção. Além de reforçar a integração familiar, porque produzem e comercializam juntos.

(Foto: Secom/Prefeitura de Guarapuava)

EXÔDO

De acordo com a Secretaria de Comunicação da Prefeitura, as feiras também contribuem para que o êxodo tenha efeito contrário em Guarapuava. São famílias voltando para o campo com uma fonte de renda a mais. A Eliane e o Pedro Pazinato vendem os alimentos desde o início do projeto.

O casal que mora no distrito do Guairacá, encontrou uma forma pra manter as atividades da propriedade. “A Feira nos ajuda bastante! É uma renda a mais que temos, já que passamos o produto direto para o consumidor. Nossa propriedade é de porte médio, então aproveitamos para cultivar bastante e entregar tudo fresquinho para os clientes”.

(Foto: Secom/Prefeitura de Guarapuava)

Na feira, a variedade de itens é grande. São produtos que vão desde artesanato até frutas, verduras, queijos, pães e bolos. A Dona Valdomira Queiroz Dziubatie é uma cliente assídua na feirinha da Santana, junto com o filho Jurandir comprova a qualidade. “A gente se criou na roça, lá no interior de Prudentópolis, e sabe o que é bom”.

Entretanto, o número de feirantes ainda é incerto. A equipe de reportagem do Portal RSN tentou entrar em contato com a Aprofeg (Associação Dos Produtores Feirantes de Guarapuava), mas até o momento da publicação desta reportagem, não teve retorno.

CRONOGRAMA

Nas terças, a feira ocorre no bairro Santana, na Paróquia Santana – avenida Rosa Lustosa de Siqueira, nº 1104. Já nas quartas, é no bairro Vila Bela, na Paróquia Divino Espírito Santo – rua Francisco Demário, nº 405. Nas quintas, é no bairro Vila Carli, na Paróquia São João Bosco – rua Padre Honorino João Murano, nº 208 e no bairro Santa Cruz, na Paróquia Santa Cruz – rua Salvatore Renna, nº 961.

Contudo, nas sextas, é no bairro Xarquinho, rua João Keller, s/n – Espaço Cidadão. Por fim, nos sábados a feira ocorre no Centro, na rua XV de Novembro – em frente a loja Pernambucanas e no bairro São Cristóvão – avenida Manoel Camargo, lateral da Igreja Santos dos Anjos.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

CAMPEONATO PARANAENSE

Datas para o Campeonato Paranaense já estão definidas

ORIENTAÇÕES

IAT orienta população sobre entrada nos parques estaduais

DESTAQUE

Indígena de Mangueirinha é o primeiro no PR a presidir Conselho Tutelar

Comentários