FERIADO DA CONSCIÊNCIA NEGRA: Coordenadora da Pastoral Afro diz que não cumprimento é um desrespeito

Guarapuava – A coordenadora da Pastoral Afro (Diocese de Guarapuava) , Nerci Guiné, em seu pronunciamento hoje (17) na sessão da Câmara, disse que a tentativa em não cumprir o feriado municipal do Dia da Consciência Negra, proposto pelo vereador João Napoleão e acatado pela maioria dos vereadores, é um desrespeito também com a Câmara.
Ele se referiu à polêmica gerada por entidades sindicais e de classe em relação ao feriado. “O que se percebe é que tudo é interesse econômico, é o ter que prevalece sobre o ser”, afirmou.
Entre outras ponderações que remeteram sobre a importância da data, Nerci Guiné lembrou que enquanto negros de Guarapuava recebem homenagens em Curitiba, “Guarapuava os nega”.

Relacionadas

INÍCIO DE MANDADO

Primeira sessão ordinária da Câmara ainda não tem dia definido

MILITARIZAÇÃO

Deputados aprovam alterações no programa Colégios Cívico-Militares

LUTO

Morre o ex-deputado Algaci Tulio, mais uma vítima da covid-19

Comentários