Governador fala sobre dificuldades que o Paraná enfrentou nesta semana

O ciclone que atingiu o Paraná deixou cerca de 1,6 milhão de pessoas sem luz por causa da queda de árvores e postes nas redes de energia em 70 cidades

O ciclone que atingiu o Paraná deixou cerca de 1,6 milhão de pessoas sem luz (Foto: Reprodução/AEN)

Nessa quarta (1), o governador Carlos Massa Ratinho Junior falou sobre os estragos que o ciclone extratropical deixou no Paraná. Em uma entrevista para o apresentador José Luiz Datena, o governador apontou como o ciclone que atingiu a Região Sul afetou o Estado. Assim, também destacou algumas medidas importantes para conter a disseminação do coronavírus.

Entre os dados informados, um deles aponta que 1,6 milhão de pessoas ficaram sem luz por causa da queda de árvores e postes nas redes de energia em 70 cidades. De acordo com o governador, grande parte das áreas afetadas já voltaram a normalidade, mas este é um momento delicado. “Passamos por um momento muito difícil no Brasil, por causa da pandemia, e a terça (30) também foi um dia triste para o Paraná. Graças a Deus, não tivemos nenhuma vítima fatal com esse ciclone, mas ele deixou muitos estragos”.

EM ALERTA

Além do momento difícil com a passagem do ciclone, o Paraná já vinha enfrentando um cenário de complicações e incertezas com a escalada de novos casos da covid-19. Assim, o governador decidiu decretar medidas mais rígidas para contenção do vírus. “Houve um aumento acima do normal nos últimos 15 dias em algumas Regiões. Por isso, decretamos quarentena nos setores do comércio e serviço das cidades mais afetadas, para diminuir o fluxo de pessoas nas ruas e a velocidade de propagação do vírus”.

O governador destacou, ainda, que nos últimos 100 dias o Estado tem equilibrado a questão sanitária com a econômica, e se planejou para ampliar o número de leitos para atender os pacientes com Covid-19. Além disso, Ratinho também já está planejando a retomada econômica do Paraná. “Estamos tomando medidas para que o sistema não entre em colapso. Ainda somos o Estado com a menor taxa de contaminação por mil habitantes e queremos manter o controle no sistema de saúde”.

No último boletim epidemiológico a Secretaria de Estado da Saúde divulgou  1.343 novas confirmações e 14 mortes pela infecção causada pelo novo coronavírus. O Paraná soma 23.965 casos e 650 mortos em decorrência da doença.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

COMIDA BOA

Cartão Comida Boa pode ser utilizado até a sexta (7)

LUTO

Adolescente atingido por disparo na cabeça morre após oito dias internado

COVID-19

Guarapuava confirmou dois casos de covid-19 neste domingo

Comentários