Guarapuava avança em programa nacional de inovação tecnológica em escolas

Entre os 399 municípios do Paraná, somente Guarapuava e Campo Mourão estão no páreo

Guarapuava é um dos dois municípios paranaenses selecionado entre as 399 cidades do Estado para participar da próxima etapa do Programa de Inovação Educação Conectada, do Governo Federal. Lançado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em parceria com o Ministério da Educação (MEC), a chamada pública foi para projetos que incentivam o uso de tecnologias digitais na educação pública, objetivando levar internet de alta velocidade e assegurar condições necessárias para inserção da tecnologia como ferramenta pedagógica de uso cotidiano nas escolas públicas até 2024. Com Guarapuava, Campo Mourão também foi selecionada, somando duas prefeituras administradas por prefeitos do PPS no Paraná.

Prefeito Cesar Silvestri Filho em visita a escola municipal (Foto: Secom)

Nesta próxima fase, as duas cidades vão concorrer com outros municípios de Santa Catarina e Rio Grande do Sul para conquistar a vaga da região Sul. Quem vencer esta fase regional irá se juntar a mais quatro projetos e terá disponibilizado recursos do BNDES para investir em projetos de formação e inovação em tecnologia educacional, para que desta forma, exista uma universalização do acesso à internet em alta velocidade e fomente o uso pedagógico de tecnologias digitais na educação básica.

O projeto utilizará até R$ 20 milhões, em recursos financeiros não reembolsáveis do Fundo Social do BNDES, que é constituído com uma parcela dos lucros anuais do Banco. Além disso, os projetos selecionados poderão contar ainda com recursos adicionais, inclusive não financeiros, de entidades privadas, com ou sem fins lucrativos, que poderão complementar os valores do BNDES.

O prefeito Cesar Silvestri Filho, de Guarapuava, destacou a importância desta ferramenta na evolução da educação básica.

“Temos um compromisso com a inovação. Este Projeto Educação Conectada trabalha a inclusão digital e nós queremos através dele levar para toda a comunidade escolar mais esta ferramenta de auxílio na educação básica. Vamos trabalhar em conjunto com o município de Campo Mourão, administrado pelo prefeito Tauillo Tezelli, para que esta melhoria fique em nosso Estado”, afirmou.

Tauillo Tezelli (Foto: Walter Pereira/Tribuna do Interior)

Segundo Tauillo Tezelli, conquistar a vaga da região Sul será uma vitória para o Paraná. “Passar pela fase estadual foi uma grande vitória. Estamos nos preparando para que este projeto fique no Paraná e tenho certeza que ao lado de Guarapuava, do prefeito Cesar Silvestri Filho vamos realizar um grande trabalho”.

O PROGRAMA

O Programa Educação Conectada, anunciado pelo MEC em 2017, reúne diretrizes nacionais que buscam garantir a todos os estados e municípios, por meio da tecnologia, a implementação de ações inovadoras em sala de aula. Ela se articula com políticas públicas já existentes ou em fase de implementação, como o Plano Nacional de Educação (PNE) e a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), ofertando recursos de alta qualidade e novas opções de aprendizado e ensino a estudantes e professores, independentemente de suas regiões.

Também dentro da Programa Educação Conectada, está previsto um plano de formação continuada para professores e gestores com cursos específicos sobre práticas pedagógicas mediadas por tecnologia, cultura digital e outros recursos educacionais, como robótica. Paralelamente, serão preparados articuladores locais. Entre 2017 e 2018, o MEC vai oferecer bolsas de três meses para 6,2 mil articuladores que irão atuar, localmente, no processo de construção e implementação das ações na rede.

Relacionadas

REGIÃO

Obras da PR-239, entre Pitanga e Mato Rico, já estão licitadas

ENERGIA

Aumento da conta de luz não atingirá a maioria do guarapuavano, informa Energisa

REGIÃO

Com investimento de R$ 300 mil, Turvo reformará terminal rodoviário

Comentários