Guarapuava fecha 2018 com saldo positivo de empregos, diz Caged

Foram 1.026 novos postos de trabalho no município, principalmente nos setores de prestação de serviços, comércio e construção civil

(Foto: Reprodução)

Ao longo de 2018, Guarapuava gerou mais vagas de emprego que demissões. Foram 16.343 admissões contra 15.317 desligamentos. Ou seja: o ano terminou com um saldo positivo de 1.026 novos postos de trabalho no município, bem diferente de 2017, quando o saldo anual foi positivo, mas de apenas 10 novos postos de trabalho.

Os números são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). De acordo com o levantamento, os setores que mais empregaram foram o de prestação de serviços, comércio e construção civil.

Em dezembro de 2018 foram contratados 1.260 trabalhadores contra 1.192 demissões. Saldo positivo de 68 novas vagas. Em entrevista ao Portal RSN, o gerente da Agência do Trabalhador de Guarapuava, Cezar Malusa, afirmou que foi um excelente resultado.

Isso é resultado do bom momento que Guarapuava vem passando em termos de desenvolvimento, com a instalação de várias empresas reconhecidas nacionalmente. A grande maioria das lojas instaladas no shopping, por exemplo, utilizou a agência do trabalhador para a contratação de profissionais.

Números Estaduais

O Paraná apresentou o melhor resultado na geração de empregos desde 2014, segundo o Caged. Os números divulgados este mês pelo Ministério do Trabalho, mostram que foram criadas 40.256 novas vagas com carteira assinada em 2018, o que representa um aumento de 230% em relação a 2017.

O desempenho do Estado reflete a melhora dos setores de serviços e comércio. Em 2018, foram 30.258 novas vagas abertas para o setor de serviços. O comércio, por sua vez, fechou o ano com saldo positivo de 9.426 novos postos.

(Foto: Gilson Abreu)

A área de construção civil e de serviços industriais de utilidade pública também apresentaram resultados otimistas, com 2.386 novas ofertas de trabalho. Outros quatro setores, no entanto, tiveram queda no número de ofertas de vagas: agropecuário, indústria de transformação, administração pública e extrativa mineral.

As cidades que tiveram maior geração de empregos no ano passado foram Curitiba, São José dos Pinhais, Maringá, Foz do Iguaçu e Ponta Grossa. Guarapuava é a oitava no ranking estadual.

 

Relacionadas

PIS

Abono salarial começou a ser pago nesta quinta (21)

FIQUE LIGADO!

O que muda se a proposta de reforma da Previdência for aprovada

FORTUNA!

Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 32 milhões nesta quarta (20)

Comentários