Indicadores do setor imobiliário sinalizam crescimento da construção civil

De acordo com a publicação 2019 superou em mais de 10% o número de imóveis lançados

Empreendimento das Prestes Construtora e Incorporadora (Foto: Ascom/Prestes)

A  Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) divulgou os indicadores de mercado. Assim, a  pesquisa em parceria com a FIPE destaca os números do segmento imobiliário no Brasil, entre os meses de janeiro a novembro de 2019.

De acordo com a pesquisa, foram lançadas mais de 92 mil unidades na construção civil em todo o país. Isso significa um volume 10,7% maior ao registrado no mesmo período de 2018. Conforme os números, só em novembro, por exemplo, as vendas superaram a marca de 11 mil imóveis comercializados. Uma alta de 0,8% em relação ao ano anterior.

Assim, no montante total de vendas do período, outro número chama a atenção: 69,8% dessas construções negociadas representam imóveis residenciais que integram o programa Minha Casa Minha Vida (MCMV).  Porém, o reflexo positivo desse percentual pode ser resultado da queda de juros do crédito imobiliário nos últimos meses.

Todavia, no Paraná a ascensão das vendas no mercado imobiliário deve continuar em 2020. Assim, com o cenário favorável para a construção civil a Prestes Construtora e Incorporadora, empresa que atua no segmento econômico no estado, projeta aumentar o seu volume de vendas neste ano.

De acordo com avaliação do diretor de Inteligência Imobiliária da construtora, Eduardo Consorte, os próximos 12 meses devem ser otimistas para o setor. “Em 2019 a Prestes comercializou praticamente o dobro de unidades em relação ao ano anterior. Foi um resultado excepcional, crescemos muito em vendas. Nosso objetivo agora é superar os números do ano passado”.

Para alcançar a meta, a Incorporadora pretende lançar oito empreendimentos até dezembro. De acordo com Consorte, as obras se enquadram no programa MCMV e também dentro da linha de financiamento SBPE. Assim, com as duas modalidades de crédito imobiliário as vendas da Prestes devem alcançar um patamar recorde.

Além da capital e Ponta Grossa, vamos investir nas cidades de Londrina, Guarapuava e São José dos Pinhais. No total projetamos lançar um VGV de R$ 470 milhões

Conforme a Prestes, com o mercado aquecido e a concorrência no setor acirrada, a aposta para manter o alto índice de vendas em 2020 é o foco nas pessoas que apresentam o produto. De acordo com o gerente comercial da Prestes, Rafael Belei, além dos imóveis diferenciados dentro da linha MCMV, a incorporadora tem como estratégia investir em seu time de colaboradores. “Isso faz com que o resultado aconteça. Temos os melhores produtos do mercado, inovamos no MCMV,  priorizamos a localização em todas as cidades onde atuamos, mas o engajamento, a determinação e o protagonismo dos colaboradores faz a diferença. Eles acreditam no nosso propósito e querem levar a felicidade para os clientes”.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

MELHORIA NO ATENDIMENTO

Para vender mais é preciso ter atitude, diz palestrante

PRODUTIVIDADE

Após melhorias, Portos do Paraná alcançam quase 100% de ocupação

ALVARÁS

Atendimento on-line desburocratiza abertura de empresas em Guarapuava

Comentários