José Vitorino sofre derrota na Câmara e contas de 2006 são reprovadas

Entretanto, José Vitorino tem a aprovação das contas referentes a 2010. Porém, ainda não há definição se ele assumirá a Prefeitura

José Vitorino sofre derrota na Câmara e contas de 2006 são reprovadas

Os moradores de Pinhão ainda continuam sem saber se o prefeito eleito José Vitorino Prestes assumirá ou não o cargo. Embora inelegível, ele venceu o atual prefeito Odir Gotardo (PT). Entretanto, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a vitória de Vitorino ainda não está promulgada.

Contudo, outro fato que pesa sobre o ex-prefeito nesta semana é a derrota que ele sofreu na Câmara de Vereadores. Em duas sessões, uma ordinária e outra extraordinária, na sessão dessa segunda (30) ele teve as contas de 2016 reprovadas. De acordo com o placar, oito dos 13 vereadores seguiram a orientação do Tribunal de Contas. Já os vereadores Alain Abreu (PSB), Alexandro Camargo (PP) e Samoel Ribeiro (PSB) votaram contra a reprovação. Já o presidente da Mesa Executiva, Luiz Hamilton Kitcky (PT) não vota. Entretanto, Luciano Padilha (Cidadania) se absteve de votar por compor a equipe de Vitorino à época.

Todavia, por unanimidade, os vereadores aprovaram as contas referentes a 2010. Julgadas em 2014, inicialmente, as contas mereceram a reprovação da Câmara. Porém, Vitorino interpôs recurso e conseguiu anular a recomendação do TC. O órgão recomendava a desaprovação das contas de 2010. Assim, posteriormente, um novo parecer orientava sobre a aprovação. Dessa forma, os vereadores concordaram com o Tribunal, votando favorável à aprovação.

INELEGIBILIDADE

Durante a campanha eleitoral, José Vitorino foi considerado inelegível. Ele está condenado por decisão transitada em julgado. Conforme a justiça eleitoral, o candidato cometeu crime contra a administração pública.

De acordo com o MP, uma das solicitações do indeferimento do registro da candidatura teve a autoria da coligação ‘Unidos somos mais fortes’. Essa coligação reuniu  o PSD, PSL, PSDB, Cidadania e Podemos.

Entretanto, outra ação também pediu a nulidade da candidatura. De acordo com Dionatan Juliano Silveira, que mora no bairro São Cristóvão, ele também protocolou petição de ‘Notícia de Inelegibilidade’. Conforme o eleitor, José Vitorino consta na lista do Tribunal Regional Eleitoral como inelegível.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

NOVA MEDIDA

TSE suspende consequências para quem não votou nas eleições de 2020

HOMENAGEM PÓSTUMA

Prefeito decreta luto oficial de três dias pela morte de Bosco

Carreata pede 'impeachment' de Bolsonaro também em Guarapuava

Comentários