Juliano Borghetti é condenado na operação Quadro Negro

Juliano é ex-vereador em Curitiba e irmão da ex-governadora Cida Borghetti e foi condenado por tráfico de influência no âmbito da Quadro Negro

Juliano Borghetti é condenado na operação Quadro Negro (Foto: Fabio Campana)

O irmão da ex-governadora Cida Borghetti (PP), Juliano Borghetti foi condenado nessa segunda (1) por crime de tráfico de influência. Entretanto, ele foi liberado das denúncias de crimes por corrupção passiva e ativa, solicitados pelo Ministério Público na ação penal derivada da Operação Quadro Negro, deflagrada em 2015. Juliano foi vereador em Curitiba. Essa operação investiga desvios de cerca de R$ 20 milhões em obras de construção e reformas de escolas estaduais no Paraná.

De acordo com a sentença proferida pelo juiz Fernando Bardelli Silva Fischer, da 9ª Vara Criminal de Curitiba, da Justiça Estadual, Juliano foi condenado a três anos e seis meses de prisão sob o regime semiaberto. Porém, a defesa vai recorrer.

Considerado um dos maiores escândalos de corrupção da gestão do ex-governador Beto Richa, a ação tem outro réu no mesmo processo. Trata-se do empresário Eduardo Lopes de Souza, dono da Valor Construtora. Assim, ele também foi condenado pelo mesmo crime a um ano e 11 meses de prisão.

Entretanto, o empresário é réu em outros processos da Operação Quadro Negro e já ficou preso entre 15 de dezembro de 2015 e 17 de novembro de 2016. Porém, foi para prisão domiciliar após delação premiada.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

BOA NOTÍCIA

Curados da covid-19 chegam a quase 100% em Pinhão

DRIBLANDO A CRISE

União entre poderes quer diminuir os efeitos da crise no Paraná

ALERTA EPIDEMIOLÓGICO

Decreto prorroga manutenção de medidas restritivas até 4 de agosto

Comentários