Livro Jornada de Campeão será lançado hoje (4), no Shopping Cidade dos Lagos

Obra de guarapuavanos discute bullying, inclusão e arte marcial

(Foto: Nádia Moccelin/RSN)

Os guarapuavanos Norbert Heinz, J.P. Ferreira e o capitão Cristiano Cubas lançam nesta terça feira (4), às 19h30, a obra Jornada de Campeão, na livraria A Página, no Shopping Cidade dos Lagos. O material de 36 páginas coloridas, que tem apoio do Portal RSN, é responsável por contar a história de três crianças, Pedro, Frederico e Daniel, que sofriam bullying na escola e buscaram a prática da arte marcial, como ferramenta para se vingarem dos colegas praticantes da violência. Na obra, a modalidade é oferecida pelo Mestre Cubas, que imerge sua história real, nas páginas do livro. A partir do contato com a arte marcial e suas concepções, transformaram suas realidades, conforme destaca o escritor Norbert.

“Eu tinha vontade de desenvolver um material sobre a modalidade para crianças. Algo que reforçasse a importância da arte marcial não como arte violenta, mas para se defender e para não se chegar ao ponto do ato de violência”.

Após procurar Cubas, que coordena, também em Guarapuava, um projeto social da modalidade, iniciou-se o estudo dos personagens. Decidiu-se então, trabalhar, ainda, com a inclusão.

“Criamos perfis baseados em alunos que o Cuba já teve, para trabalhar a inclusão e o Jiu-jitsu. Pegamos o personagem Frederico, que é uma criança acima do peso; o Pedro, que é uma criança que sofre de asma; e o Daniel, que é cadeirante. No material, os três são amigos na escola, sofriam bullying e um dia foram apresentados ao Jiu-jitsu e se interessaram à prática como forma de se vingarem dos colegas que os zombavam. Quando começaram a praticar, para surpresa dos três, passaram a entender que o Jiu-jitsu pregava a não violência, foram percebendo os benefícios”.

(Foto: Nádia Moccelin/ RSN)

De acordo com o escritor, ao final da história, as crianças apresentam ampla melhora na autoestima, na saúde e nas relações com os colegas. Adianta-se também, que essa obra é só o começo de uma linda trajetória desses três no universo da arte marcial.

“Vamos mostrar não só o crescimento da infância para a adolescência e a vida adulta, mas o crescimento espiritual, seguindo o pensamento do Jiu-jitsu. Também mostramos a mudança da personalidade deles, a nova forma de ver, sem se vingar, mas entendendo outras maneiras de solução, que não envolvam a violência, sem agressões.”, destaca o ilustrador J.P.

Outro ponto singular da produção, é o possível contato e encontro do personagem da história, o mestre Cubas, com as crianças leitoras.

“É a ideia de quebrar a quarta parede. O personagem estar conversando com a plateia. O personagem do livro que vai visitar a escola e mostrar o trabalho dele e como pode mudar a vida da criança. Temos essa proximidade e queremos aproveitar”, conta J.P.

Relacionadas

SINAIS DE ALERTA

Setembro Amarelo e o suicídio: quando a dor começa cedo

MEIO AMBIENTE

Audiência pública apresenta sugestões sobre resíduos sólidos dia 30/09

UTILIDADE PÚBLICA

Energisa divulga desligamento programado para Guarapuava

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com