Manifestantes fecham rodovia em frente à Penitenciária Federal de Segurança Máxima de Catanduvas

Catanduvas – Manifestantes fecharam por oito horas a entrada da Penitenciária Federal de Segurança Máxima de Catanduvas, região Oeste do Paraná e o trânsito na PR-471, trecho que liga Cascavel ao Sudoeste do estado, ontem (15). Cerca de 500 famílias realizaram um manifesto cobrando as promessas do governo federal quando da definição do município como sede daquela unidade prisional.
Entre os pontos cobrados pelos manifestantes, com base no compromisso da União, estão a construção de 200 casas populares, a extensão da Universidade Federal ou de uma escola técnica e a documentação definitiva de propriedade da terra aos assentados no município. Outros itens também assumidos pelo governo federal e que ainda não foram cumpridos, são a construção de barracões industrias para a geração de emprego e renda, bem como a transformação do hospital particular em público.
O prefeito Aldoir Bernart passou o dia conversando os manifestantes “para conter os ânimos” e tentando contatos em Brasília para encontrar uma solução ao impasse. Ele considera o movimento justo e disse que se a União não tomar “uma atitude prática quanto ao que prometeu, novas manifestações vão acontecer”.
A Penitenciária Federal de Segurança Máxima, a primeira do Brasil, foi inaugurada em junho de 2006. Hoje, de acordo com o prefeito, para manter esta unidade, bem como o Cindacta que está instalado no município, a União gasta mensalmente quatro vezes mais do que a arrecadação de Catanduvas que gira em torno de R$ 650 mil.
Ao final da tarde de hoje, Aldoir Bernart recebeu a informação de que uma comissão do governo federal, composta por integrantes da Casa Civil, Ministérios da Justiça e do Planejamento, vai receber as lideranças do movimento. A reunião em Brasília deve ocorrer, provavelmente, na semana de 27 a 31 de julho.

Relacionadas

RODOVIA FEDERAL

Quatro pessoas ficam feridas em batida com três carros na BR-277

DESENTENDIMENTO

Homem morre após briga generalizada em bar

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Homem agride esposa com socos no bairro São Cristóvão

Comentários