Massaro recebe pessoas, dá continuidade a obras e acena com reposição salarial ao funcionalismo

Guarapuava – O prefeito em exercício Jorge Luiz Massaro fez um balanço das duas semanas em que está à frente do município. Ele destinou esse período a receber a população no gabinete, se reunir com o secretariado municipal e dar continuidade às obras iniciadas.
Numa das deliberações da semana acenou com uma boa notícia para os servidores públicos municipais ao reconhecer a importância da reposição salarial defasada desde 2007.
Massaro considerou que a conversa de mais de uma hora com representantes do Sindicato da classe, o Sisppmug, como sendo boa e com reivindciações justas.
O prefeito em exercício anunciou que o contador geral do município, Ildo Belim está estudando a planilha de custos para ver qual o percentual de reposição que poderá ser concedido. “Pode ser que isso possa ser concedido em duas vezes, vamos estudar e na semana que vem já teremos uma posição”, afirmou.
Massaro falou também que nas duas semanas em que está à frente do comando do município teve o cuidado em gerenciar o que já estava sendo feito pelo prefeito licenciado Fernando Ribas Carli. “Vamos continuar fazendo o recapeamento asfáltico”, anunciou.
Disse ainda que já conversou com muitas pessoas no gabinete. “As pessoas tem uma ânsia muito grande de conversar, de serem atendidas pelo prefeito e isso é muito importante”, reconhece.
Para a próxima semana a agenda de Massaro prevê uma série de visitas às secretarias municipais, mas uma atenção especial será dispensada ao interior. “Quero ir para o interior. Há muitas reclamações de estradas ruins”, afirmou.
Massaro reconhece que os produtores rurais tem direito à estradas boas e que essa manutenção é uma atribuição do município. “As pessoas precisam do transporte escolar, de escoar suas safras”, ponderou.
O relacionamento entre o Executivo e o Legislativo também é uma das preocupações do prefeito em exercício. Já no primeiro dia em que assumiu o município, Massaro recebeu a visita do presidente da Câmara, Admir Strechar. “Também chamei todos os vereadores, de situação e da oposição, porque temos uma preocupação em comum que é o bem do município e da população. Entendo que os vereadores também tem o direito de questionar e para isso fui até a Câmara pedir apoio porque nõ é possível governar separados”, observou.
Massaro também comentou a aprovação dos créditos adicionais especiais reencaminhados à Câmara, após rejeição. Ele disse que esperava que o montante superior a R$ 5 milhões fosse aprovado na totalidade. Os vereadores, porém, liberaram apenas a soma de R$ 75 mil referente a convênios cujos prazos já estão expirando. Os demais convênios, segundo o bloco de oposição, requer maior discussão e há tempo hábil para isso, já que muitos vencem apenas em 2010 e 2011.

Relacionadas

AGORA FOI

Bolsonaro anuncia Milton Ribeiro como novo ministro da Educação

DESENVOLVIMENTO

Novo contorno rodoviário consolida Pato Branco como polo do Sudoeste

MOBILIZAÇÃO

Campanha nacional "Fora, Bolsonaro" tem início nesta sexta (10)

Comentários