Ministério da Educação volta à estaca zero

Suspeito de plágio na dissertação de mestrado e de não ter os títulos de doutor e pós-doutor, Carlos Alberto Decotelli pediu demissão do MEC

Ministério da Educação volta à estaca zero (Foto: Divulgação)

O Ministério da Educação volta à estaca zero. Nesta terça (30) o indicado pelo presidente Jair Bolsonaro, Carlos Alberto Decotelli declinou do cargo, mesmo antes mesmo de tomar posse.

O pedido de demissão veio após a suspeita de que Decotelli plagiou a dissertação de mestrado. E  que ele não possui os títulos de doutor e pós-doutor pelas universidades de Rosário, na Argentina e de Wuppertal, na Alemanha, como foi divulgado.

De acordo com Decotelli, o doutorado em Rosário não foi concluído, porque a banca o orientou adequar a tese. Porém, não teve recursos financeiros para voltar a Argentina. “Fiquei com o diploma de créditos concluídos, posso disponibilizar a vocês”, disse à imprensa.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

100 DIAS DE COVID

33% dos pacientes positivados em Guarapuava já estão curados

CONFIRMADO!

Bolsonaro testa positivo para covid-19 nesta terça (7)

ENSINO SUPERIOR

Inscrições para o Sisu começam nesta terça (7)

Comentários