Oldair agiu em legítima defesa, concluiu delegado após investigação

Atestado de óbito de Wilson 'Gabrié' dá como causa um traumatismo craniano provocado por agressão. Porém, armado com um facão ele tentou matar Oldair

Oldair agiu em legítima defesa, concluiu delegado após investigação (Foo enviada por um leitor do Portal RSN)

A causa da morte de Wilson Sebastião da Silva, 57 anos, ocorrida num bar no  bairro Primavera, está esclarecida no atestado do óbito. De acordo com a Central de Triagem órgão do Serviço Funerário Municipal, ele teve traumatismo craniano provocado por agressão.

Entretanto, após verificar as imagens registradas por câmeras de segurança o delegado do caso, concluiu que Oldair de Andrade agiu em legítima defesa. Os dois discutiram e o pivô da briga seria a cobrança de R$ 180 por serviço prestado pela vítima, que era pedreiro. Oldair está reformando o bar que foi cenário do caso.

O corpo de Wilson está sendo velado na Capela Mortuária Primavera e será sepultado neste domingo (18), às 15 horas no Cemitério do distrito de Palmeirinha. O caso gerou a comoção da comunidade e foi repercutida em grupos de WatsApp.

O CASO

Por volta das 12h40min desse sábado (18) a Polícia Militar foi informada que um homem estava caído na rua Vereador Joel Vicentin, no Bairro Primavera. A informação inicial era que se tratava de lesão corporal. Porém, momentos depois houve a informação de que a vítima tinha morrido.

De acordo com o relato da PM, no local, a equipe coletou informações sobre o caso. “Identificado o senhor, 57 anos, como a vítima e que o mesmo teria sido agredido pelo proprietário do bar. E que após as agressões o autor teria limpado o estabelecimento com uma lavadora de alta pressão [vap] e também teria se evadido do local em um veículo de cor branca”.

Trecho do boletim da PM no dia 18 de julho de 2020

Conforme a polícia, durante conversa com a esposa de Oldair, dono do bar onde houve a discussão e a sequência dos fatos, ela disse que houve uma discussão entre o marido e Wilson.

Trecho do boletim da PM no dia 18 de julho de 2020

Conforme a polícia, após buscas nos hospitais, Oldair foi localizado na UPA do Batel aguardando transferência para o Hospital Santa Tereza para procedimento médico numa das mãos.

Junto com ele, a PM abordou um senhor, 57 anos, condutor de um veículo VW/ Voyage de cor branca que, segundo o relato da PM, “teria sido utilizado para a fuga do autor”. Ele foi intimado a depor como testemunha.

Trecho do boletim da PM no dia 18 de julho de 2020

LEGÍTIMA DEFESA, SEGUNDO O DELEGADO

Posteriormente, em contato com o delegado da Polícia Civil, a PM disse que foi informada sobre a existência de câmeras de segurança. Segundo o delegado, imagens mostram o momento em que a Wilson com um facão investe contra Oldair e ambos entram em luta corporal. Conforme o relato da PM, no entendimento do delegado de plantão, a situação seria de legítima defesa. “Informou ainda ter entrado em contato com o médico legista para que o mesmo desse prioridade na necropsia, afim de declarar o causa mortis do senhor”.

Trecho do boletim da PM no dia 18 de julho de 2020

Porém, no boletim do IML, a investigação preliminar foi com base em ferimentos de arma branca. Entretanto, após a necrópsia, segundo o Centro de Triagem, o atestado de óbito registra traumatismo craniano por agressão.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

COVID-19

Sobe para 422 infectados com o novo coronavírus em Guarapuava

ELEIÇÕES

Celso Goes se prepara para enfrentar o processo eleitoral

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Guarapuava é sede da primeira rede de pesquisa genômica do País

Comentários