Osnei atribui vitória ao trabalho junto com Adelmo em Prudentópolis

Conforme o Osnei, ele promoverá mudanças no primeiro escalão e diz que seguirá o trabalho do atual prefeito Adelmo Klosowski

Osnei atribui vitória ao trabalho junto com Adelmo em Prudentópolis (Foto: Divulgação)

O prefeito eleito em Prudentópolis, Osnei Stadler (DEM) reconhece que a vitória resulta do trabalho da atual administração. Osnei, que é vice-prefeito, obteve 61,89% dos votos, contra 32,55% da segunda colocada, Irajane Santini (PSL). Ele terá como vice-prefeito, Evaldo Hoffman Junior (PSDB).

“Avalio o resultado dessa eleição, como fruto do bom trabalho que desenvolvemos com o Adelmo nos últimos quatro anos. Assim nos comprometemos a dar continuidade juntamente com o meu vice Evaldo. Vamos  buscar sempre o progresso e desenvolvimento do nosso município, trazendo mais qualidade de vida para o nosso povo”.

De acordo com Osnei, os desafios e as etapas constam nas propostas que compõem o plano de Governo. “Nossa meta é cumpri-los integralmente. Já que têm como base os pontos identificados ao longo do tempo que estive ao lado do Adelmo. Agora, tendo vencido as etapas de estruturação da base do município, vamos avançar para as demais questões que também merecem atenção”.

Conforme o prefeito eleito, ele promoverá mudanças na estrutura administrativa. “Teremos uma equipe formada por pessoas que somem com a nossa maneira de governar. Sempre observando a honestidade e o trabalho como fatores fundamentais. Além da capacidade técnica condizente com os desafios que teremos pela frente”.

Por fim, Osnei parabeniza os demais candidatos. “Parabenizo pelo desenvolvimento de uma campanha limpa, sem ataques e sem deslealdade. Pois isso fortalece ainda mais a democracia e o real desejo dos eleitores”.

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

Relacionadas

PARCERIA

Aliel entrega veículo para Comunidade Terapêutica Rosa Mística em PG

RESCALDO

Diretório Municipal do PT agradece votos conquistados em Guarapuava

PROPORCIONALMENTE

Jerônimo tem recorde de votos na Região Central do Paraná

Comentários