Outubro já tem aumento de 10% no consumo de água em Guarapuava

Esse índice é comparativo aos primeiros cinco dias do mês do ano passado. Porém, o Paraná já tem consumo recorde

Outubro já tem aumento de 10% no consumo de água em Guarapuava (Foto: Divulgação)

As mais altas temperaturas da história, registradas no Paraná no fim de semana, elevaram o consumo de água em todo o Estado. De acordo com a Sanepar, esse aumento demandou produções recordes da empresa. Em muitos sistemas, mesmo a produção 24 horas por dia não foi suficiente para atender a população. Em especial onde a estiagem tem provocado redução na vazão de poços e rios.

Conforme a Sanepar, o aumento no consumo de água foi até 20% maior em algumas localidades. Maringá, por exemplo, produziu 103 milhões de litros na sexta (2). Entretanto, em dias  normais, a produção é de 86,4 milhões de litros/dia. A cidade tem registrado temperaturas máximas em torno de 40ºC nos últimos dias.

Todavia, apesar de Guarapuava registrar temperaturas abaixo do que cidades da Região Norte, o consumo de água também está sendo alto. Conforme a Sanepar, o consumo aumentou em 10% nos primeiros cinco dias de outubro deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. De acordo com a empresa, o dia de maior consumo em 2020 foi o último domingo (4) com quase 30 milhões de litros ao dia.

OUTRAS CIDADES

Assim, registrou-se consumo elevado também em Londrina, que chegou a 250 milhões de litros no sábado. Porém, em Apucarana teve queda expressiva na vazão dos mananciais superficiais e subterrâneos. Isso reduziu em 10% a capacidade de produção de água na cidade. Mesmo assim, no sábado, a Sanepar produziu 36 milhões de litros, 15% acima do normal.

De acordo com  a Sanepar, em Cascavel o consumo chegou a 76 milhões litros/dia. Um volume 15% maior do que os 66 milhões litros/dia produzidos no mesmo período do ano passado. Francisco Beltrão atingiu o máximo de sua produção diária, com 18,4 milhões de litros, 12% a mais do que a média de 16,5 milhões de litros/dia.

Conforme o diretor de Operações da Sanepar, Sergio Wippel, o Paraná bate todos os recordes de produção, com as estações operando 24 horas por dia. “Em muitos lugares, a estiagem já reduziu a vazão de rios e poços. A previsão meteorológica indica que teremos uma primavera com chuvas abaixo da média, como vem ocorrendo desde 2019. As temperaturas máximas também estão batendo recorde. Será necessária muita consciência no uso da água em todo o Estado”.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

DIAS DAS BRUXAS

Até domingo (1), tem Halloween no Shopping Cidade dos Lagos

NO FERIADO

Órgãos da administração pública ficam fechados durante o feriado

UTILIDADE PÚBLICA

Energisa divulga desligamento programado para Guarapuava

Comentários