Panfletagem no Morro Alto conscientizará sobre violência de gênero, em Guarapuava

Ação ocorre neste sábado (1), das 10h às 11h, no bairro Morro Alto

Como parte integrante da campanha de 16 dias de ativismo pelo fim da violência de gênero, Guarapuava receberá, neste sábado (1), uma blitz que visa a conscientização da população sobre este tema. O encontro será para uma panfletagem de um material didático, que mostra os cinco tipo de violência que podem ser sofridos por uma mulher. A ação será no bairro Morro Alto, na rotatória da XV de Novembro que dá acesso à Rua Castelo Branco.

Ação é realizada há quatro anos (Foto: Divulgação)

De acordo com informações do Movimento de Mulheres do Alto da XV, um dos organizadores, a ação é realizada em Guarapuava há quatro anos no município. Nesta edição, são esperadas cerca de 40 pessoas, entre homens e mulheres, para realizarem a panfletagem. Conversas também serão feitas com pessoas que passarem pelo local, a fim de trabalharem o tema de forma preventiva.

Ainda de acordo com a organização, o local escolhido para a blitz se dá por ser um região periférica, onde os crimes desta natureza ocorrem com bastante incidência.

Confira, abaixo, o restante da programação dos 16 dias de ativismo:

Segunda feira (03)

Roda de conversa sobre estratégias de enfrentamento a violência contra a mulher e a rede de atendimento

Associação de Moradores do Bairro Industrial (rua Xarquinho, 217, Industrial)

19h

 

Terça feira (04)

Palestra – Violência no relacionamento e as possíveis alternativas

UBS Xarquinho (rua Xarquinho, 217, Industrial)

14h

 

Oficina de Ativismo Feminista

Unicentro (campus Santa Cruz)

19h

 

Quarta (05) e quinta feira (06)

1º Encontro de Cidades sob a Perspectiva de Equidade de Gênero

Unicentro (campus Santa Cruz)

9 às 17h

Relacionadas

MÚSICA

Encontro de gaiteiros recomeça com café da manhã em Pinhão

OPORTUNIDADE

Abertas as inscrições para II Vestibular em Pedagogia para os Povos Indígenas

COMBATE À VIOLÊNCIA

Em Guarapuava, bloco 'Não é não' combate assédio no Carnaval

Comentários