Paróquia Nossa Senhora da Luz celebra 89 anos de criação em Irati

Em 11 de março de 1931 foi assinado o decreto de elevação da Capela Nossa Senhora da Luz em Irati para condição de Paróquia

Paróquia traz consigo histórias dos fieis iratienses (Foto: Reprodução/Portal Clique)

Em 11 de março de 1931, Dom Antônio Mazzaroto, primeiro bispo da recém-criada na época Diocese de Ponta Grossa, assinava o decreto de elevação da Capela Nossa Senhora da Luz em Irati, para condição de Paróquia. Assim, são 89 anos de história que serão comemorados neste fim de semana.

O Portal Clique informou que haverá uma Missa Solene na Matriz e contou com almoço festivo neste domingo (8). As atividades marcam a data em 2020.

FESTIVIDADE

O almoço festivo será no Salão Paroquial Nossa Senhora da Luz. No mesmo dia, antes do almoço, ocorre a Missa Solene, às 10h, em honra à padroeira e em Ação de Graças pelo aniversário. Toda a comunidade está convidada a prestigiar.

 

(Foto: Reprodução/Portal Clique)

HISTÓRIA

A Paróquia Nossa Senhora da Luz, traz consigo uma caminhada de conquistas e atuações importantes de sacerdotes que fizeram a diferença na comunidade. A bênção da primeira capela ocorreu em 1904, onde 27 anos mais tarde ganhou a elevação, sendo a primeira Paróquia de Irati.

Assim, o Padre Paulo Warkocz, lazarista polonês, foi designado como primeiro pároco. As obras da futura Matriz começaram em julho do ano seguinte. Assim, 12 anos mais tarde, tomou posse padre Tadeu Dziedzic, também polonês lazarista, que permaneceu até o ano de 1948, quando a direção da paróquia é confiada aos freis capuchinhos através do frei Nereu M. do Vale.

Além disso, ele prosseguiu e deu continuidade nos trabalhos de edificação da Igreja Matriz, e foi o responsável pela criação da Festa de São Cristóvão, hoje catalogada como a mais antiga do Brasil pelo site Rank Brasil.

Na década de 50, com os trabalhos da nave principal prontos, a comissão liderada pelo frei Joaquim Maria, de Curitiba, trabalha em prol da edificação das torres, da aquisição do conjunto de sinos, do altar de mármore, dos novos pavilhões de festas, da nova casa paroquial e do Centro Comunitário Frei Leopoldo Mandic.

Além disso, muitos outros freis estiveram à frente da Paróquia, destacando-se nomes como: frei Irineu, frei Jaime L. Stolf, frei Jorge Tessaro, frei Clemente Vendramin, frei Jaime Manfrin (que construiu o centro comunitário e mais três capelas), e frei Anselmo Schuarça.

Em 1992, os franciscanos deram por encerrada sua missão nesta comunidade e a Paróquia foi novamente assumida pelos vicentinos da Congregação da Missão. Somente nove anos mais tarde, entretanto, em janeiro de 2001, assumem os padres diocesanos.

Atualmente, a Paróquia tem em sua gestão o padre Jorge Casimirski, que assumiu após 12 anos de administração do padre Elcio Gutervil. Como vigário está o padre Edevaldo Halat Carneiro. Atualmente três diáconos permanentes compõe o clero paroquial, sendo, Rubens Lopes, Júlio Pavelski e Luciano Ferreira.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

MELHORIA

Prefeitura e Sanepar firmam convênio que beneficia 700 famílias

MAS NÃO MUITO!

Fim de semana fica um pouco mais quentinho em Guarapuava

ALERTA

Acidentes com pipa em Guarapuava aumentaram durante quarentena

Comentários