Pinhão se destaca na geração de empregos, comprova o Caged

Pinhão fechou o ano de 2019 com saldo positivo. Porém, projetos e ações elevam os números da abertura de novos postos de trabalho no município

Agroindustrialização no campo (Foto: Ascom/Prefeitura de Pinhão)

O município de Pinhão se destaca mais uma vez no cenário paranaense. Resultado dos investimentos e dos projetos para a geração de empregos, o município fechou 2019 com saldo positivo nesse setor.

De acordo com os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) o resultado final foi de 198 admissões. Conforme o prefeito Odir Gotardo (PT), o campo foi a área que mais abriu e absorveu vagas de trabalho. Foram 161 contra 22 no comércio.

Entretanto, de acordo com a Prefeitura, esses números são bem superiores. “Durante o ano ofertamos vários cursos profissionalizantes para capacitar as pessoas”.

Conforme a administração municipal, foram qualificações em mecânica de motos, panificação, assentamento de tijolos, informática, entre outros”.

Além disso ações e projetos, que não são incluídos na estatística do Caged, também geraram renda para aproximadamente 200 famílias.

Mulheres reciclam jeans e transformam em bolsas e mochilas (Foto: Ascom/Prefeitura de Pinhão)

Assim, um dos exemplo é o projeto ‘Felicidade em Produção’, que fabrica bolsas utilizando jeans reciclado. Esse projeto dá suporte para mais de 50 produtores de pepinos. “Pinhão hoje é o maior produtor de pepinos da nossa região”.

Todavia, projetos como a ‘Bufunfa’, que beneficia produtores rurais, feirantes e a comunidade, também surge como vetor de emprego e renda.

Lixo gera emprego e renda (Foto; Ascom/Prefeitura de Pinhão)

Entretanto, tem mais. O convênio com a Associação Mãos Amigas, próprio da reciclagem do lixo emprega 20 catadores com carteira assinada. “Também demos suporte na formalização de 28 agroindústrias familiares”.

Nessa matemática, somando os dados do Caged com as ações para gerar renda os números chegam perto de 400 empregos.

INTERIOR

Preservação das estradas é rotina (Foto: Ascom/Prefeitura de Pinhão)

Município que tem a base da economia  no campo, onde vive a maior parte da população, Pinhão não descuida das estradas. Por isso, obras de recuperação e preservação são feitas rotineiramente.

Conforme o secretário de Obras e Viação, Denilson de Oliveira, essa atenção permite que o agricultor permaneça no campo gerando emprego e renda na comunidade.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

TRIBUTO

Deputados aprovam projeto que restabelece parcelamento de ICMS

MESA EXECUTIVA

Marcelinho e 'Gilson da Ambulância' formam bloco para a Câmara

PARCERIA

Aliel entrega veículo para Comunidade Terapêutica Rosa Mística em PG

Comentários