Plantão para inscritos no projeto habitacional da Palmeirinha começa amanhã (19)

Ação para o recebimento de documentos vai até 23 de novembro, no Colégio do Campo

(Foto: Divulgação)

Começa às 13h30 desta segunda feira (19), em Guarapuava, o plantão da Secretaria de Habitação e Urbanismo para o recebimento de documentação dos inscritos no projeto habitacional da Palmeirinha. As atividades do plantão irão até o dia 23 de novembro, no Colégio do Campo.

De acordo com o Secretário de Habitação e Urbanismo, Flávio Alexandre, esta será mais oportunidade para as famílias buscarem orientações sobre o processo.

“A equipe estará lá para recepcionar a comunidade. Teremos copiadoras para xérox, o pessoal com o cadastro aberto para atualizar endereço, telefone ou informações que sejam necessárias de atualização. Se faltar algum documento, elas poderão entregar lá. E podem, claro, tirar dúvidas. Então, colocamos toda a nossa equipe à disposição, nesse projeto específico para a Palmeirinha”, enfatizou o secretário.

O projeto de 100 novas casas na Palmeirinha refere-se a construção do Empreendimento Residencial Moscou, que beneficiará, exclusivamente, famílias deste Distrito, em ações de um projeto que está em andamento desde o ano passado.

“O valor total do empreendimento soma R$ 8 milhões. Cada casa custa, em média, R$ 74 mil. Os imóveis possuem 48m² e, nossa estimativa é que em abril/maio de 2019, as casas possam ser entregues as famílias selecionadas”, explicou Flávio.

Abaixo, confira quais são os documentos que precisam ser entregues à equipe da Secretaria de Habitação de Guarapuava.

– Inscrição

– CPF e RG (Se for casado, é necessário a documentação dos dois)

– Certidão de casamento (se viúvo (a), certidão de óbito), se for divorciado Certidão de Casamento com averbação do divórcio

–  Declaração ou Certidão de união estável (amasiado) com firma reconhecida

–  Certidão de nascimento dos filhos menores de idade e CPF dos filhos maiores.

– Carteira de Trabalho (foto, identificação e último registro) (Se for casado, é necessário a documentação dos dois)

– Comprovante de renda (holerite ou declaração de autônomo com firma reconhecida) (Se for casado, é necessário a documentação dos dois)

– Comprovante de residência (conta de água ou luz)

– Comprovar que reside há mais de 2 anos no Município

-Número do Cadastro Único (NIS) – Assistência Social – CRAS

Relacionadas

LUTO

Morre o médico pediatra George Karam por complicações da covid-19

EXPLOSÃO DE LUZ

Centro, bairros e distritos terão iluminação de Natal em Guarapuava

AJUDE ALGUÉM!

Pandemia reflete ativamente na saúde mental da população

Comentários