Prefeitura de Guarapuava prorroga alerta epidemiológico

Assim, o decreto que terminaria hoje (18) segue até o dia 28 deste mês, inclusive o toque de recolher das 23h às 5h

Prefeitura de Guarapuava prorroga alerta epidemiológico (Foto: Secom/Prefeitura de Guarapuava)

A Prefeitura de Guarapuava prorrogou o alerta epidemiológico para conter a covid-19. Assim, o decreto que terminaria hoje (18) segue até o dia 28 deste mês. Mas, as determinações poderão ter nova prorrogação. Desse modo, as ações de combate à covid-19 instituídas pelo decreto nº 8348/2020, continuam vigentes.

Assim, entre as principais medidas está a proibição provisória de circulação em espaços e vias públicas. O horário proibido é das 23h às 5h. Entretanto, a exceção fica por conta de pessoas que trabalham em serviços essenciais. Nesse mesmo horário também fica proibida a venda e consumo de bebidas alcoólicas em espaços de uso público ou coletivo.

Dessa forma, outra mudança refere-se ao horário de funcionamento do comércio de alimentos e bebidas. Ou seja, bares, pubs, restaurantes, lanchonetes, pizzarias. Além de hamburguerias, cafés, açougues, lojas de conveniência e ‘food truck’. Ainda, praças de alimentação em galerias como o shopping. Portanto, todos podem ficar abertos até às 23h. Contudo, a entrada será permitida até às 22h.

OUTROS

Seguindo a regulamentação da Secretaria Estadual de Saúde, há redução de público em academias, estúdios de dança. Assim como em ginástica, artes marciais, escolas de natação. além de quadras sintéticas, ginásios. Conforme a legislação, estes devem adotar a restrição de público para 30% da capacidade útil do local. Além disso, assegurando o distanciamento mínimo de dois metros entre cada aluno. Antes, o limite era de 50%. Outro ponto diz respeito as igrejas ou templos religiosos.

Já o descumprimento das medidas estabelecidas nos decretos podem resultar na aplicação das penalidades administrativas. Tudo conforme prevê a Lei Complementar Municipal nº 123/2020. Uma delas é a  multa no valor de R$ 5 mil. Até a interdição total do estabelecimento essencial e não essencial.

SERVIÇO

A população poderá esclarecer dúvidas, pedir orientações ou fazer denúncias na Ouvidoria pelo número 156 ou com a Polícia Militar pelo 190.

Para ter acesso ao decreto 8348/2020, de 4 de dezembro, e saber todas as medidas vigentes no Município, clique aqui.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

TRAGÉDIA

Incêndio atinge instituto na Índia que fabrica vacina de Oxford

SOLIDARIEDADE

Bebê precisa de medicamento que custa R$ 12 milhões

ALERTA

Procon alerta sobre perigo de kit 'fake' de vacina contra a covid-19

Comentários