Preso pula alambrado e foge da Penitenciária Estadual de Guarapuava

O preso de 46 anos veio da Cadeia Pública de Guarapuava e deu entrada na penitenciária no dia 11 de dezembro. Até agora, ele não foi encontrado

Preso pula alambrado e foge da Penitenciária Estadual de Guarapuava (PEG-UP) (Foto: Gilson Boschiero/RSN)

O preso José Irineu da Silva, de 46 anos fugiu da Penitenciária Estadual de Guarapuava – Unidade de Progressão (PEG-UP) nessa terça (14) em Guarapuava. De acordo com a Polícia Militar, um agente penitenciário que fazia o monitoramento nas câmeras de segurança, viu o preso pulando o alambrado.

Ele fugiu às 8h25 pela parte dos fundos da PEG, que dá acesso a rua Flavio Correia dos Santos, no bairro São Cristóvão e até agora não foi encontrado. Entretanto, conforme a PM, a fuga só foi informada às 11h16. Conforme informações da penitenciária, José Irineu da Silva veio da Cadeia Pública de Guarapuava e entrou na PEG no dia 11 de dezembro.

De acordo com a direção da penitenciária, pelo regime de progressão, ele sairia em agosto de 2024. A PEG-UP é uma unidade de progressão e tem um regime diferenciado, conforme mostrou a série “Liberdade Vigiada”, do Portal RSN. Assim, o foco são o trabalho e o estudo dos internos na preparação para a reinserção na sociedade.

(Foto: Reprodução/Pixabay)

Como a unidade prisional é de progressão, a segurança é mínima. Apenas um alambrado separa os presos do ambiente externo. Desde janeiro de 2019, quando a estrutura do Crag – antigo semiaberto passou a abrigar a PEG-UP, 19 internos fugiram. Nove foram recapturados. A última fuga registrada foi no dia 18 de dezembro de 2019, quando um preso saiu para trabalhar no canteiro externo e não retornou.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

RECONHECIMENTO

UniGuairacá recebe moção de aplausos por 15 anos de existência

MERCADO EM ALTA

Oportunidades de trabalho para engenheiro civil crescem mesmo durante pandemia

EDUCAÇÃO

Cristina Silvestri anuncia lista de colégios que poderão ter o modelo militar

Comentários