Procon de Guarapuava orienta sobre compras de Páscoa

Para acionar o Procon, precisa apresentar nota fiscal dos produtos

(Foto: Arquivo)

O Procon de Guarapuava alerta sobre os cuidados na hora de comprar de produtos para as comemorações da Páscoa. A principal dica é a pesquisa de preços.

O coordenador do Procon em Guarapuava, Paulo Lima, explicou que os consumidores devem avaliar a data de validade dos produtos, peso líquido e composição. “No rótulo deve constar a lista de ingredientes, pois determinadas doenças impedem, por exemplo, a ingestão de açúcar ou glúten”.

Além disso, é importante ficar atento ao peso dos ovos, isso porque as numerações indicadas pelos fabricantes nos rótulos não são equivalentes entre as marcas. Portanto é importante observar o peso líquido do chocolate. Paulo orienta ainda que quando houver a inclusão de brinquedos no interior do produto, o consumidor deve observar se a embalagem traz o selo do INMETRO e a idade recomendável para o brinquedo.

PROMOÇÕES

Paulo Lima explicou que os fornecedores não são obrigados a trocar ovos dispostos em bancas de promoções, e com informações de que estão quebrados. Entretanto, a embalagem deve estar em boas condições de armazenamento e sem sinais de violação do conteúdo, furos ou amassados, pois é ela quem protege o produto de insetos e de contaminação. “Se o chocolate amolece, ocorre a separação da gordura e ele acaba adquirindo coloração esbranquiçada e odor desagradável”.

(Foto:Arquivo/RSN)

PEIXES

Sobre os peixes, que devem ser o prato principal da maioria das famílias, o coordenador do Procon em Guarapuava explica que é necessário que sejam conservados em gelo. O consumidor deve verificar se os olhos estão brilhantes e as escamas bem presas ao corpo.

“A higiene e o armazenamento também são itens importantes. No supermercado deve estar em balcão frigorífico e na feira é necessário ter gelo picado por cima, estar exposto em balcão de aço inox inclinado e protegido do sol e insetos”. Além de ser obrigatório que o feirante use luvas descartáveis.

No caso do peixe congelado e aqueles que são vendidos em embalagens, o balcão onde ele estiver armazenado não pode estar superlotado. Isso impede a circulação do ar frio e compromete sua qualidade. O produto congelado deve estar conservado sempre a temperaturas inferiores a -18°C e o resfriado, abaixo de 0°C.

É importante analisar no rótulo o registro no órgão de fiscalização competente, indicação de temperatura para conservação, data de acondicionamento e prazo de validade. “Depois de descongelado é recomendável que seu preparo e consumo sejam feitos rapidamente”.

Nestes alimentos deve constar o carimbo do S.F.I. (Serviço de Inspeção Federal). No Paraná, este carimbo pode ser substituído pelo do S.I.P. (Serviço de Inspeção do Paraná) ou S.I.M. (Serviço de Inspeção Municipal).

Para acionar o Procon sobre qualquer problema é imprescindível a apresentação da nota fiscal da compra dos produtos. Dúvidas ou reclamações podem ser sanadas diretamente no Procon, situado na rua Capitão Frederico Virmond, 1913 (antigo fórum), das 9h às 17h, pelos telefones 151/3622-1370, ou pelo e-mail: guarapuavapr@procon.pr.gov.br.

Relacionadas

BOTA FÉ

Mega-Sena acumulada pode pagar R$ 52 milhões neste sábado

13º SALÁRIO

Décimo terceiro salário vai injetar 5,4% a menos na economia em 2020

CONSTRUÇÃO CIVIL

Construção civil apresenta inflação de 1,69% em outubro, diz FGV

Comentários