Professora da Faculdade Guairacá recebe prêmio pela melhor Tese do Brasil em 2018

Na pesquisa, a professora trabalhou com uma ferramenta específica para o ensino de conceitos matemáticos a estudantes com deficiência visual na Apadevi

Realizar na pesquisa do doutorado um estudo que busca práticas inclusivas no ensino para deficientes visuais e, ainda, conquistar um importante prêmio nacional pelo trabalho. Esse é o saldo da tese produzida pela Dra. Lucia Virginia Mamcasz Viginheski, do Colegiado de Matemática da Faculdade Guairacá, que conquistou o Prêmio Capes de Tese 2018 na área de ensino, dado às melhores Teses defendidas no país.

No estudo intitulado ‘O Soroban na Formação de Conceitos Matemáticos por Pessoas com Deficiência Intelectual: Implicações na Aprendizagem e no Desenvolvimento’, a professora faz uso do Soroban, ábaco japonês, no ensino de conceitos matemáticos para estudantes com deficiência visual na Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Visuais (Apadevi). Por seu uso ser comum em seu cotidiano, surgiu a ideia de inserir essa ferramenta no ensino de matemática para estudantes com deficiência intelectual.

Lucia Virginia Mamcasz Viginheski participará da cerimônia de entrega do prêmio em Brasília, em dezembro (Foto: Ascom/Faculdade Guaraicá)

De acordo com informações da assessoria de imprensa da instituição, a pesquisa foi aplicada em uma turma com oito alunos com deficiência intelectual, em uma escola especializada nessa área e, de acordo com ela, os resultados foram positivos.

“Os resultados foram diferentes entre os alunos. Alguns ainda não haviam apropriado o conceito de números maiores que dois, ou três e, ao final, passaram a compreender quantidades maiores, entre sete, oito”, declarou a professora.

Ainda segundo Lucia, outros alunos conseguiram registrar números até 50 e realizar operações de adição e subtração entre esses números.

“Um estudante conseguiu realizar operações de adição e subtração entre números maiores que a centena e realizar multiplicações simples. Todos os alunos apresentaram progressos e isso fez com que o Soroban fosse avaliado como instrumento que promoveu o acesso e a aprendizagem desses conceitos matemáticos”, finalizou.

Conforme informação da assessoria, a Tese foi realizada sob a orientação da professora Doutora Sani de Carvalho Rutz da Silva e coorientação da professora Doutora Elsa Midori Shimazaki. A cerimônia de entrega dos prêmios ocorrerá em Brasília no dia 13 de dezembro, na Associação dos Servidores da Câmara dos Deputados.

Relacionadas

NOVIDADE

Habilitações vencidas em 2020 terão um ano a mais de validade

VAMOS AJUDAR?

ONG Patas com Patas pede doações para lares temporários de animais

EDUCAÇÃO

Educação ganha personagens para interagir com estudantes

Comentários