Programa propõe melhorar vida de catadores de lixo reciclável em Guarapuava

Serão envolvidas 40 famílias durante dois anos

Ari Bona, secretário, em reunião com o público alvo (Foto: Secom)

Um programa criado pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social de Guarapuava vai envolver 40 famílias de operadores ecológicos (catadores de lixo reciclável).

Chamado de Vida Digna, o programa prevê o repasse de uma bolsa familiar mensal; aumento no valor pago pelo quilo de material recolhido e entregue à cooperativa da coleta seletiva municipal; novos carrinhos para as atividades de trabalho; vagas prioritárias em creches (Cmeis) para filhos das famílias participantes; e transferência para unidades de programa habitacional de interesse social para moradores de áreas de risco. O programa terá validade de dois anos.

“Queremos promover o desenvolvimento das famílias de maior vulnerabilidade, mudando efetivamente a vida das famílias por meio de um programa completo como esse que montamos, já que ofereceremos o acesso dessas pessoas às políticas públicas”, disse o secretário, Ari Marcos Bona.

Segundo o secretário, a mudança proposta terá ações estabelecidas em eixos que envolvem seis secretarias municipais. Além delas, para execução, supervisão e acompanhamento das famílias durante o programa, terá a parceria da Unicentro (curso de Serviço Social), e do Colégio Estadual Francisco Carneiro Martins, (curso técnico em Meio Ambiente).

Relacionadas

TIRA-DÚVIDAS

TSE lança aplicativo para tirar dúvidas no WhatsApp nas eleições 2020

ELAS SÃO MAIORIA

Brasil tem 147,9 milhões de eleitores aptos a votar nestas eleições

INSCRIÇÕES ABERTAS

Aberto o credenciamento para atuação na área esportiva no Litoral do PR

Comentários