Projeto Maria da Penha realiza ação no bairro Primavera

Guarapuava – Os integrantes do projeto de extensão universitária “Entre João e Maria: conversando com a Lei Maria da Penha” se encontram com os moradores do bairro Primavera nesta quinta-feira, dia 28. Entre as atividades do grupo, está previsto o trabalho de divulgação da lei, através de panfletagem, e uma palestra que começa às 19 horas na Casa da Cidadania do bairro, localizada na Rua Lino Queiroz, nº. 779.
O objetivo das ações é explicar as inovações trazidas pela “Lei Maria da Penha”, criada em 2006, e que aumenta o rigor na punição a casos de violência doméstica e familiar contra a mulher. A atividade vai ser coordenada pela professora da Unicentro Liliane Freitag, uma das orientadoras do projeto.
“As visitas às cidades da região e aos bairros do município são parte importante do nosso trabalho. Através dessas ações conseguimos levar a Lei Maria da Penha a comunidade, que é o objetivo do nosso projeto. Assim, procuramos incentivar as mulheres a denunciarem os casos de violência doméstica e familiar, visando criar uma cultura de combate a esse tipo de agressão”, comenta Liliane.

Visita ao Conselho da Mulher
Na última quinta-feira, dia 21, o Projeto Maria da Penha participou da reunião do Conselho Municipal da Mulher de Guarapuava. O tema do encontro foi o enfrentamento de todas as formas de violência contra mulheres, proposto pelo II Plano Nacional de Políticas para as Mulheres. A avaliação da reunião foi positiva.
“A reunião foi ótima, apesar da limitação de tempo, já que temos apenas uma hora para debater. Devido a eficácia do encontro, devemos nos reunir mais vezes para abordar o plano”, explica a professora das Faculdades Campo Real e membro do Conselho da Mulher, Lourdes de Figueiredo Leal, destacando a possibilidade de o assunto voltar a ser o tema da reunião do conselho, que se reúne uma vez por semana.
No dia 28, quinta-feira, Lourdes assume a presidência do órgão, criado no município em 2004 para assegurar condições melhores as mulheres em vários âmbitos.

Relacionadas

VIOLÊNCIA

Homem de 24 anos morre com tiro na cabeça em Guarapuava

VIOLÊNCIA

Sábado sangrento deixa três mortos em Rio Bonito Iguaçu

PERIGO

Casal foge de perseguição no Centro de Guarapuava

Comentários