Projeto Trânsito na Escola é lançado nesta quinta (30), em Guarapuava

Na ação, Setran realizará um projeto de conscientização e, também, o mapeamento do tráfego no entorno de escolas do terceiro planalto

Com o intuito de investir e estimular a educação no trânsito, a Secretaria de Trânsito e Transportes (Setran), lança nesta quinta feira (30), o projeto municipal Trânsito na Escola. De acordo com o secretário Airson Horst, em entrevista recente ao Portal RSN, a decisão de desenvolver o projeto, tem o objetivo de gerar mudança nesse setor que apresenta um cenário bastante caótico em Guarapuava.

Airson Horst (Foto: Nádia Moccelin/RSN)

“Não é porque estamos trabalhando em outras áreas que nós estamos deixando de lado uma parte fundamental, a educação no trânsito. Essa é a parte que eu acho que dá mais resultado, a questão da educação e mudança de comportamento. Nesses oito meses frente à secretaria já realizamos nove blitz educativas, fizemos um trabalho em algumas escolas e adotei como piloto esse projeto que nós faremos nas escolas”, declarou.

O projeto surge de uma parceria entre a Setran e o Núcleo Regional de Educação. Com previsão inicial de lançamento para o início do mês, o projeto chega as escolas a partir desta quinta, quando, de fato, haverá o início das ações, após a solenidade de apresentação que terá início às 8h30, na sede da secretaria. No projeto, o público-alvo e as atividades realizadas com eles já estão delineadas pelo secretário.

Nós vamos trabalhar com as escolas para atender o ensino médio, conversando com os adolescentes que serão nossos próximos condutores. De modo bastante claro, nossas ações percorrerão duas vias principais, de modo simultâneo: enquanto estiver ocorrendo palestras para os alunos, nesse mesmo momento, teremos a engenharia de tráfego fazendo um levantamento no entorno da escola sobre a sinalização e sobre o que poderia ser feito para melhorar a fluidez e a segurança também daqueles que se utilizam da escola.

Com o mapeamento, a ideia proposta pela Setran é que seja elaborado um perfil da situação do trânsito no entorno das escolas, com o intuito de identificar as especificidades e a realidade de cada uma das instituições. Para isso, as ações do Trânsito na Escola, envolverão também, os pais motoristas, que vivenciam e protagonizam as consequências da desordem nas vias, nestes locais.

“Junto com os alunos, no horário de pico dessa escola, nós vamos fazer uma abordagem para os pais que vão buscar os filhos, falando sobre a responsabilidade que eles tem em respeitar o horário de embarque e desembarque. Se tudo der certo, nós vamos colocar em todas as escolas essa informação. Nossa ideia é que esse projeto se torne continuado, para manter sempre os trabalhos de conscientização”.

Para Airson, essa é a mais poderosa ferramenta de transformação do trânsito guarapuavano, a longo prazo.

“Eu não vejo outra forma de mudar, senão, pela consciência destes que serão os novos condutores do trânsito em Guarapuava. Entra também no projeto, a questão de onde o aluno deve fazer a travessia, como utilizar a via pública, como utilizar a calçada, porque não devemos falar só do condutor, mas também do pedestre, do ciclista. Todos tem responsabilidade no trânsito. Temos que nos lembrar da premissa de que o maior cuida do maior sempre. Cuidar do pedestre, do ciclista, do motociclista, do automóvel, do caminhão”.

Relacionadas

UTILIDADE PÚBLICA

Energisa divulga desligamento programado para Guarapuava

MAIS CONFIRMAÇÕES

Guarapuava registra cinco novos casos de covid-19 em 24h

BALANÇO SEMESTRAL

Polícia Ambiental registra aumento de prisões e resgates de animais

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com