Requião decreta luto oficial pela morte da ex-primeira dama Fani Lerner

Guarapuava – Faleceu na madrugada desta quinta-feira, em Curitiba, vítima de câncer, a ex-primeira dama de Curitiba e do Paraná, Fani Lerner, esposa do ex-prefeito e ex-governador Jaime Lerner. O corpo está sendo velado no Salão Nobre da Prefeitura de Curitiba e o enterro será às 16h30 no Cemitério Israelita, no bairro Santa Cândida. O governador Roberto Requião decretou luto oficial por três dias.
Filha de imigrantes judeu-poloneses que vieram para o Brasil para escapar do nazismo, Fani Lerner nasceu em Curitiba, Paraná. Quando tinha quatro anos de idade, tornou-se órfã de pai.
Presente nas gestões do marido Jaime Lerner, ela assumiu em 1989 a pasta de secretária municipal da Criança de Curitiba, cargo que ocupou por seis anos. Fani exerceu também o mesmo cargo no Estado do Paraná, por oito anos, nos governos Jaime Lerner, de 1995 a 2002.
Durante suas gestões como secretária da Criança, ela criou 16 programas para crianças e adolescentes carentes. O PIÁ (Programa de Integração para Crianças e Jovens) era voltado para o treinamento vocacional a crianças de famílias de baixa renda, entre 7 e 17 anos de idade.
O SOS-Crianças dava apoio a todas crianças em situação de risco, vítimas de violência domiciliar ou negligência por parte de suas famílias. O programa Casa do Piá servia de abrigo para crianças de rua, fornecendo refeições e proteção contra o frio, além de apoio social.
O programa Casa Lar recebia órfãos ou crianças abandonadas. Já o PIÁ das Flores acontecia em casas e escolas especiais para ensinar cultivo de flores e jardinagem a crianças portadoras de deficiência mental.
Fani Lerner trabalhou também pela redução da mortalidade infantil e também da mortalidade materna, causada por complicações de gravidez, parto e puerpério. Diversos programas dirigidos e apoiados por ela na Secretaria e no Provopar foram responsáveis pelo prêmio Agenda Social 2000, recebido pelo Paraná pela implementação eficiente e execução das metas e organogramas definidos pela agenda.
Em sua gestão, Fani Lerner construiu cerca de 500 creches, que atenderam 485 mil crianças, de 0 a 6 anos de idade. Outro programa de destaque foi o Da Rua para a Escola voltado a promover o retorno à escola das crianças de rua, com o fornecimento de uma cesta básica de alimentos para suas famílias. O programa tirou da rua mais de 80 mil crianças. Em 1997, este programa ganhou da UNICEF o prêmio Criança e Paz.
Com ela à frente, o Provopar criou o programa Supersopa, que distribuia sopas a crianças carentes em suas escolas ou nas creches. A sopa era feita com o excedente de produção da Ceasa. Mais de 400 mil refeições foram distribuídas mensalmente em todo o Paraná. O programa também foi levado a outros estados brasileiros e também para países como Argentina, Venezuela, Uruguai e Paraguai.(AEN)

Relacionadas

DESTAQUE

Aliel Machado recebe indicação para 'Prêmio Congresso em Foco'

AGORA FOI

Bolsonaro anuncia Milton Ribeiro como novo ministro da Educação

DESENVOLVIMENTO

Novo contorno rodoviário consolida Pato Branco como polo do Sudoeste

Comentários