Sanepar alerta: frio pode romper hidrômetro

Equipamento deve ser coberto com papelão, lona ou outro material

Com a chegada do inverno, o medidor de água – denominado pela população de “relógio”- pode romper. Por isso, a Sanepar orienta os usuários para que protejam o hidrômetro instalado em seu imóvel, O frio intenso e a geada podem ocasionar o rompimento de tubos e danificar os hidrômetros. As baixas temperaturas, que ocorrem principalmente nas regiões Sul e Sudoeste do Estado, favorecem o congelamento da água dentro dos canos, fazendo com que estourem.
Esse problema traz transtornos tanto para a Sanepar, que necessita substituir os hidrômetros, quanto para os usuários, que podem ter problemas com vazamentos e ficar sem abastecimento até que a troca do equipamento seja efetuada.
A proteção do medidor de água pode ser feita com papelão, plástico, lona ou pedaço de madeira. Também podem ser usados outros tipos de material, o importante é que impeçam o acúmulo de gelo sobre canos e hidrômetros. O material deve ser de fácil remoção para que o leiturista tenha acesso facilitado e desempenhe a sua função.
Tradicionalmente, o maior número de casos de rompimento da tubulação de água ocorre na cidade de Palmas, Região Sudoeste do Estado, considerada uma das cidades mais frias do Paraná. De acordo com o Simepar, a previsão é de que na terça e quarta-feiras as temperaturas cheguem a até -3º.

Relacionadas

CONSCIÊNCIA AMBIENTAL

Meio ambiente orienta moradores para o descarte correto em lixeiras públicas

AJUDA

Apaes da Região recebem cestas básicas da Secretaria da Justiça do PR

EXEMPLO

Bituruna economiza R$ 800 mil com redução de salários na pandemia

Comentários